Economia sem fescuras: Expo Money

Ciça Vallerio - O Estado de S.Paulo

Feirão de educação financeira terá espaço só para mulheres

 
 

Espécie de feirão de educação financeira, a Expo Money São Paulo inicia sua oitava edição anual dia 23 (quinta-feira), com a inauguração de um espaço só para mulheres, chamado Money Mulher. A iniciativa não nasceu à toa. Entre os milhares de visitantes que vão atrás de informações gratuitas sobre as melhores opções de investimento, as mulheres têm marcado presença. A participação feminina teve um salto considerável. No evento de 2003, elas representavam apenas 15% do público total, mas hoje beiram os 35%.

 

 

 

É para se comemorar, afinal, pensar no futuro financeiro torna-se essencial, uma vez que a expectativa de vida da brasileira aumentou nos últimos anos. Dados do IBGE mostram que a mulher vive, em média, sete anos a mais que os homens. Isso significa que em algum momento da sua vida, lá na frente, ela terá de se cuidar sozinha. E sem o bolso preparado, como pensar em qualidade de vida na aposentadoria?

 

 

 

A preocupação com o pé-de-meia é tão evidente que a maioria das participantes do Expo Money está na faixa dos 26 e 34 anos (38%). Mas a boa notícia é que, embora discreta, cresceu também a visitação das mulheres entre 48 e 59 anos. Desde a primeira Expo Money, em 2003, elas saíram dos 8% para 10,30% no ano passado. A mesma evolução aconteceu nas outras faixas etárias. Aquelas com menos de 25 anos representaram, em 2009, 28,1% da participação feminina; as de 35 a 47 anos, 24,9%; e as com mais de 60 anos, 2,3%.

 

 

 

"As mais jovens já estão conscientes da importância de poupar para garantir o futuro", ressalta a coordenadora do projeto Money Mulher, Sandra Blanco. "Nas demais faixas etárias, o que desafia é a falta de conhecimento." Para a consultora financeira e autora de livros sobre o tema, o que mais atrapalha as mulheres na hora de poupar é a falta de planejamento financeiro:

 

 

 

"Ela espera sobrar dinheiro para investir, mas nunca sobra. O ideal é poupar no início do mês, e não no final. Outro obstáculo é a falta de conhecimento. Daí a importância da educação financeira para reverter esse quadro. Disciplina, planejamento e conhecimento são essenciais para a mulher que quer preparar seu futuro financeiro."

 

 

 

Segundo a organizadora do Expo Money e idealizadora do Money Mulher, Cristiane Moraes, o que chama mais atenção entre as participantes é o interesse delas em desvendar o mundo financeiro. "Durante os eventos, as mulheres não têm medo de perguntar e aproveitam todo o conteúdo e informação disponíveis", avalia.

 

 

 

"Existe também um movimento dos homens, sejam eles parceiros ou amigos, para aproximarem a mulher do mercado financeiro, e isso se percebe nos corredores."

 

 

 

No espaço criado apenas para as mulheres, que será todo cor de rosa, vai acontecer uma série de eventos específicos: workshops de autoavaliação do perfil de investimentos, palestras, painéis com histórias de investidoras, visita monitorada e até um torneio com um jogo da Bolsa de Valores, que premiará a vencedora com um lote de ações.

 

 

 

 

 

SERVIÇO

8ª Expo Money São Paulo: 23 e 24 de setembro, das 13 às 22 horas; e dia 25 (sábado), das 12 às 20 horas.

Local: Centro de Convenções Transamérica.

Mais informações: www.expomoney.com.br