É possível colaborar sem sair de casa

- O Estado de S.Paulo

A preservação do meio ambiente está ao alcance de todos. Você pode diminuir o consumo de água ou separar o lixo reciclável

O mínimo que cada um pode fazer para preservar a natureza é rever os próprios hábitos de consumo. Na casa do professor universitário e advogado Luiz Aceti, em Campinas, por exemplo, a preocupação é com o desperdício de água. Toda água utilizada para lavar roupa é usada para lavar quintal e o carro. Além disso, ele colocou calhas para captar parte da água da chuva, que também é reutilizada. ´Na primeira vez que fiz isso, me surpreendi. A água de lavar roupa foi suficiente para três lavagens da garagem´, conta.Já na casa do empresário James Bortolini, de 45 anos, a preocupação com o meio ambiente começou quando seus filhos começaram a trazer o assunto da escola para casa. ´Eles faziam diversos trabalhos na escola e, observando tudo o que aprendiam, eu percebi que não fazia sentido continuar consumindo daquela maneira´, diz. A partir daí, ele se sentiu motivado a, pelo menos, diminuir a quantidade de lixo gerado, além do consumo de energia e água. Morador de Tatuí, interior de São Paulo, ele dá dicas de como economizar no banho. ´O segredo é fechar a torneira. Primeiro molhe o corpo, em seguida, desligue o chuveiro, ensaboe o corpo e depois enxágüe novamente´, conta. Ele garante que, desta maneira, economiza até 50% da água, resultado que pode ser melhor ainda ao escovar os dentes durante o banho. Para quem prefere fazê-lo na pia, outra sugestão: escovar o dente apenas com um copo de água. ´Em casa, fazemos todos assim´, assegura. E acaba trazendo um benefício financeiro também na conta que chega no final do mês.Outra atitude simples adotada pela família de James é separar o lixo doméstico para facilitar o trabalho dos catadores da Prefeitura de Tatuí, que passam todas as segundas-feiras. ´É possível aproveitar quase tudo. Separamos as garrafas PET, embalagens de leite, papéis, papelões... Lavamos e deixamos para os catadores. É importante criar esse hábito para conscientizar nossos filhos e preservar a natureza para as futuras gerações´, conta.