Diretores de 'Batgirl' recebem mensagem de apoio do presidente da Marvel após cancelamento do filme

Redação - O Estado de S.Paulo

À Adil El Arbi e Bilall Fallah, Kevin Feige lamenta o cancelamento do longa-mentragem pela Warner Bros.

Leslie Grace como Batgirl no filme que acaba de ser cancelado

Leslie Grace como Batgirl no filme que acaba de ser cancelado Foto: Warner Bros

Adil El Arbi e Bilall Fallah, diretores de Batgirl, receberam uma mensagem de apoio do presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, após o cancelamento do filme pela Warner Bros, na última quarta-feira, 3. Com a legenda “Obrigado, irmão Kevin”, El Arbi compartilhou a mensagem de Feige nos stories do Instagram, nesta sexta-feira, 5.

“Meus amigos, tive que entrar em contato e informar que estamos todos pensando em vocês dois. Por causa das notícia maravilhosa sobre o casamento (parabéns!) e a notícia decepcionante sobre Batgirl", escreveu Feige em um e-mail para Arbi e Fallah.

"Muito orgulhoso de vocês e de todo o trabalho incrível que vocês fazem e particularmente Ms. Maravilha, é claro! Mal posso esperar para ver o que vem a seguir para você. Espero vê-lo em breve",  finalizou.

A dupla, que dirigiu dois episódios da série Ms. Marvel do Universo Cinematográfico Marvel, estava no Marrocos esta semana quando soube da notícia sobre Batgirl.

“Obrigado por todas as mensagens de apoio em todo o mundo. Diretores do Shoutout Edgar Wright e James Gunn, suas amáveis ​​palavras e experiência significam muito e nos ajudam neste período difícil", escreveu Arbi na rede social.

 

Adil El Arbi nos stories do Instagram.

Adil El Arbi nos stories do Instagram. Foto: Instagram/@adilelarbi

 

Post de Adil El Arbi no Instagram.

Post de Adil El Arbi no Instagram. Foto: Instagram/@adilelarbi

 

Decisão já era esperada

Batgirl, que custou US$ 90 milhões, foi arquivado pelo Warner e não será lançado em nenhum formato - nem na plataforma da HBO Max, como originalmente estava previsto.

"Estamos tristes e chocados com a notícia. Ainda não conseguimos acreditar. Como diretores, é fundamental que nosso trabalho seja visto pelo público e, embora o filme estivesse longe de estar pronto, desejávamos que fãs de todo o mundo tivessem a oportunidade de ver o produto final", escreveram os diretores Adil El Arb e Bilall Fallah no Instagram.

Segundo rumores na imprensa americana, a decisão já era esperada pelos funcionários da Warner. O site Deadline afirmou que, com o cancelamento do filme, o estúdio gastaria menos em impostos, o que seria a melhor forma de recuperar parte do investimento que já foi feito.

A Warner, segundo o site, fez o anúncio dois dias antes do fechamento de seus resultados trimestrais, para aproveitar uma manobra de “contabilidade de compras”. Com isso, o estúdio não precisaria arcar com as perdas em um momento em que está tentando encontrar US$ 3 bilhões em sinergias e economia de custos.