Decisão é monstruosa, diz Vaticano

- O Estado de S.Paulo

O Vaticano chamou de "monstruosa" a decisão britânica de permitir que cientistas utilizem embriões híbridos - misturas de material genético de humanos e animais - para obter células-tronco embrionárias com fins terapêuticos. Segundo a Igreja, isso "vai contra a dignidade humana". "É necessário que a comunidade científica se mobilize o mais rapidamente possível. Acreditamos que o governo britânico cedeu diante das petições, sem dúvida imorais, de um grupo de cientistas", disse o monsenhor Elio Sgreccia, presidente da Academia Pontifícia para a Vida. Pesquisas recentes de opinião indicam que 61% dos britânicos são a favor da criação de embriões mistos, frente à oposição de apenas 25% - onde se destacam os grupos religiosos.