Cursos técnicos em SP vão ocupar salas à noite

- O Estado de S.Paulo

Um projeto das secretarias estaduais de Desenvolvimento e Educação de São Paulo usará salas ociosas no período noturno de 105 escolas da capital e do interior para abrir vagas de cursos técnicos, geridos pelo Centro Paula Souza. Além disso, na capital, os CEUs também serão usados com apoio da Prefeitura. O Estado também pretende fazer parcerias do tipo em outras cidades."Estamos avaliando escola por escola para analisarmos as condições e a necessidade de construção de laboratórios específicos que serão necessários para alguns cursos", explica Alberto Goldman, vice-governador e secretário de Desenvolvimento, pasta à qual está ligada o ensino técnico em São Paulo. "Teremos as salas da secretaria e as dos CEUs. E estamos abertos a outros municípios que também queriam fazer parcerias, cedendo espaço."Segundo ele, ainda não é possível afirmar quantas vagas serão abertas nem em quais cursos - uma avaliação das necessidades de cada região será feita para definir as modalidades. No entanto, a expectativa é de que alguns sejam abertos ainda neste ano, no segundo semestre. O restante ficaria para 2010. "Temos R$ 100 milhões para investir agora nesse projeto, recurso proveniente da venda da Nossa Caixa que ajudará na construção de laboratórios. Depois disso, será verba apenas para manutenção, da própria secretaria", diz Goldman.