Coruja salva de armadilha com cola não fica feliz após banho

Redação - O Estado de S.Paulo

Pássaro acabou ficando grudado e precisou de ajuda especializada para se recuperar

A pequena coruja recebeu um banho para remover os resquícios de cola de suas penas. 

A pequena coruja recebeu um banho para remover os resquícios de cola de suas penas.  Foto: Facebook / Florida Wildlife Hospital & Sanctuary

Uma pequena coruja-do-mato precisou ser resgatada após ficar presa em uma armadilha com cola na Flórida, nos Estados Unidos. Se não fosse resgatada, a ave poderia ter morrido. 

"Uma pessoa a encontrou perto de sua casa", disse Courtney Gerspacher, técnica em cuidados animais e líder da equipe do Florida Wildlife Hospital & Sanctuary, onde a ave foi admitida no início do mês, ao site The Dodo

A coruja não parecia bem quando chegou e estava com muita cola pelo corpo. "Era possível ver que ela havia tentado limpar suas penas pois seu bico estava coberto por cola", disse Courtney. "Sua cabeça estava coberta de cola e ela não conseguia nem abrir os pés, pois estava muito grudento".

A coruja chegou até o hospital veterinário com muita cola nas penas, no bico e nos pés. 

A coruja chegou até o hospital veterinário com muita cola nas penas, no bico e nos pés.  Foto: Facebook / Florida Wildlife Hospital & Sanctuary

Felizmente, não havia nenhuma fratura ou laceração na pele do animal - algo comum nesses casos, já que, na tentativa de se libertar, a ave pode chegar a quebrar seus ossos. 

Mesmo relativamente bem, no entanto, a coruja não parecia muito feliz com a situação. 

Assim que chegou ao hospital, ela recebeu um banho para retirar os resquícios de cola das penas. Os veterinários primeiro aplicaram óleo para remover a substância, e só depois foi possível aplicar detergente e água. 

Embora tenha se sentido melhor depois do banho, a coruja claramente ficou incomodada por toda a situação. 

Embora tenha se sentido melhor depois do banho, a coruja claramente ficou incomodada por toda a situação.  Foto: Facebook / Florida Wildlife Hospital & Sanctuary

Embora Courtney Gerspacher duvide que a coruja tenha gostado de todo o processo, ela tem certeza que o animal se sentiu bem melhor depois. "Ela conseguiu mexer os pés novamente e ficou mais animada". 

Nos dias seguintes, a coruja precisou passar por outros banhos para remover toda a cola das penas. Mas o processo deu certo: após alguns semanas de recuperação, a coruja foi devolvida à natureza no último dia 21 de maio. 

"É maravilhoso porque não vemos esses finais felizes sempre", disse Courtney. "É realmente um milagre que ela tenha sobrevivido."

Após algumas semanas de recuperção, a coruja foi devolvida à natureza no dia 21 de maio. 

Após algumas semanas de recuperção, a coruja foi devolvida à natureza no dia 21 de maio.  Foto: Facebook / Florida Wildlife Hospital & Sanctuary