Correção

- O Estado de S.Paulo

Diferentemente do publicado sábado, a Clínica Huntington faz fertilização assistida e pesquisa modos de identificar doenças genéticas em embriões em parceria com a geneticista Mayana Zatz e com o americano Mark Hughes. A síndrome de Prader-Willi foi grafada incorretamente (Braden Williams) em reportagem do domingo.