Concertos destacam a influência negra na música erudita brasileira

- O Estado de S.Paulo

Apresentações na Caixa serão acompanhadas de debate sobre o tema

As irmãs Edna e Edineia se apresentam na Caixa

As irmãs Edna e Edineia se apresentam na Caixa Foto: Divulgação

Os temas negros presentes na música erudita brasileira são o foco de um projeto da Caixa Cultural que começa nesta quinta-feira, 28. O Concerto Afro-Brasileiros tem entrada gratuita e acontece até sábado, 31, acompanhado sempre de uma discussão com artistas, acadêmicos e público presente sobre a música de inspiração africana.

Na quinta-feira, 28, e no sábado, 30, se apresentam os músicos Fábio Caramuru, Daniel Murray e o trio Hércules Gomes, Leandro Cândido e Joelson Menezes. Eles vão tocar peças instrumentais de autores como Pixinguinha, Patápio Silva, Camargo Guarnieri, Villa-Lobos e Carlos Gomes. O destaque é para a primeira dança negra do repertório pianístico brasileiro, A Cayumba (Dança dos negros), de Carlos Gomes, composta em 1857.

Hércules Gomes também mostra a influência da música negra

Hércules Gomes também mostra a influência da música negra Foto: Paulo Rapoport/Divulgação

As cantoras Edna d'Oliveira e Edineia de Oliveira e os músicos Marco Bernardo e Patrícia Ribeiro se apresentam na sexta, 29, e domingo, 31, com as peças instrumentais e vocais de autores como Waldemar Henrique, Hekel Tavares, Ernâni Braga e Villa-Lobos. Na programação, está uma série de canções africanas, com destaque para Xangô, de Villa-Lobos, escrita em 1919.

Os ingressos de todos os concertos são distribuídos a partir das 9h da manhã do dia de cada apresentação.

Serviço

Concertos Afro-Brasileiros

Caixa Cultural São Paulo

Praça da Sé, 111 - Centro

De 28 a 31 de julho de 2016 (quinta-feira e domingo), às 19h15

Classificação indicativa: livre

Capacidade: 80 lugares

Duração: 60 minutos

Entrada franca