Cientistas estudam tormentas em Júpiter

EFE - O Estado de S.Paulo

Duas gigantescas tempestades ocorridas no hemisfério norte de Júpiter em março provocaram um rastro de nuvens avermelhadas que inundou todo o planeta, segundo estudo publicado hoje na Nature. O trabalho traz pistas dos mistérios sob as nuvens de Júpiter, já que essas tempestades foram produzidas onde existe a corrente de jato mais intensa do planeta, conhecida como "jet". Júpiter e outros planetas do Sistema Solar são como um laboratório para se estudar fenômenos terrestres.