Cientistas advertem sobre acidez dos oceanos

Efe - O Estado de S.Paulo

Mais de 150 cientistas de 26 países alertam que medidas contra emissões de CO2 são urgentes por causa do aumento da acidez nos oceanos, que destrói ecossistemas marinhos, informou ontem a Unesco, organização da ONU para educação, ciência e cultura. A advertência faz parte da Declaração de Mônaco, a ser apresentada hoje em Nice, na França.