Cientistas acham gene que produz esmalte do dente

EFE - O Estado de S.Paulo

Cientistas americanos identificaram o gene que controla a fabricação do esmalte dos dentes, uma descoberta que trará possibilidades de novos tratamentos.Apesar de ainda demorar para a técnica ter aplicação, é possível pensar que futuramente serão usadas células-tronco adultas dos dentes para estimular o crescimento de esmalte novo, afirma Chrissa Kioussi, da Universidade de Oregon, uma das autoras da pesquisa.Entre as futuras aplicações, o artigo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) enumera a possibilidade de reparação do esmalte danificado, métodos mais eficazes para prevenir cáries e, até mesmo, a esperança de fabricar dentes para substituição.O gene, denominado Ctip2, era conhecido como um fator de transcrição relacionado à resposta imunológica e ao desenvolvimento da pele e do sistema nervoso. Agora, os pesquisadores desvendaram seu papel na produção de esmalte dentário."É a primeira vez que se encontra um fator de transcrição que controla a formação e o amadurecimento dos ameloblastos, as células que secretam esmalte", afirma Chrissa. Os pesquisadores utilizaram ratos de laboratório com o gene Ctip2 silenciado (que não se expressa). Eles sobreviviam pouco tempo, o suficiente, porém, para os cientistas verem que eles tinham dentes rudimentares, sem esmalte.