Cientista propõe tubulação no oceano

EFE E REUTERS - O Estado de S.Paulo

Em texto na revista Nature, o cientista britânico James Lovelock, pai da Teoria de Gaia, defende a instalação nos oceanos de canos verticais de 10 metros de diâmetro por até 200 m de comprimento para misturar águas profundas, ricas em nutrientes, com superficiais. A mistura favoreceria a fertilização de algas, que retirariam mais CO2 da atmosfera. Lovelock afirma que não é possível curar o planeta de forma direta, mas é possível ajudá-lo a se curar.