Cientista é acusado de desviar dinheiro

Efe - O Estado de S.Paulo

Um cientista da Universidade da Flórida e familiares foram acusados de fraudar a Nasa (a agência espacial dos Estados Unidos) em centenas de milhares de dólares. A investigação do FBI afirma que o professor de engenharia radiológica Samim Anghaie, de 59 anos, sua esposa Sousan, de 54, e os dois filhos são suspeitos de preparar faturas fraudulentas. A Nasa havia concedido a Anghaie financiamento para pesquisas sobre uso de energia nuclear em viagens espaciais.