Campinas teve 45 surtos de caxumba neste ano

Rose Mary de Souza - O Estado de S.Paulo

De janeiro a março, quase cem casos de caxumba e 45 surtos foram registrados em Campinas (SP). Em 2007, foram 300 casos e 65 surtos. O surto é definido pela ocorrência de mais de um caso em uma localidade, segundo a enfermeira sanitarista da Vigilância em Saúde, Maria do Carmo Ferreira.Das pessoas infectadas, 80% têm até 30 anos. Um quarto dos casos atinge a faixa dos 15 aos 19 anos. Só na Faculdade de Campinas (Faccamp) foram aplicadas, nesta semana, 650 vacinas. Até março, foram distribuídas 6 mil doses da vacina. Em 2007, a secretaria fez 50 mil aplicações da tríplice viral.Segundo Maria do Carmo, a tríplice viral (contra caxumba, sarampo e rubéola) entrou na rotina de vacinação em 1992. A segunda dose tornou-se obrigatória a partir de 2004, como reforço, aos 5 anos.A Secretaria de Estado de Saúde não dispõe de números de casos de caxumba dos municípios, pois a notificação da doença não é compulsória. Os municípios são guarnecidos com lotes de doses extras para crianças de 1 e 5 anos e jovens que não receberam a segunda aplicação. O vírus da caxumba é transmitido pelo ar e por contato direto. A doença não é considerada grave, mas merece atenção.