Campinas fecha creche após casos de gripe

Tatiana Fávaro, CAMPINAS - O Estado de S.Paulo

Sintomas surgiram em 16 crianças e 4 funcionárias, que passam bem; cidade tem 12 mortes

Uma creche pública de Campinas, no interior de São Paulo, teve as aulas suspensas por uma semana, a partir de ontem, enquanto a Secretaria da Saúde do município investiga um possível surto de gripe suína na unidade. A instituição atende 159 crianças de 0 a 6 anos.

Segundo informações da Vigilância em Saúde, há 20 pessoas com sintomas de gripe - 16 crianças e 4 funcionárias (monitoras e professoras). Os casos foram registrados em quatro salas. Os pacientes estão bem. Nenhum foi hospitalizado.

A Secretaria da Saúde de Campinas informou que, de acordo com recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS), todo surto de síndrome gripal deve ser investigado para influenza A (vírus H1N1), a gripe suína. Até o momento foram confirmados três surtos da nova gripe no município. A secretaria considera surto quando há uma concentração de exames positivos para gripe suína em um mesmo local de convívio. No início de junho, uma outra creche da cidade foi fechada por cerca de uma semana após uma funcionária ter a nova gripe diagnosticada e oito crianças desenvolverem sintomas.

No Paraná, a disseminação do vírus H1N1 fez a prefeitura do município de Bandeirantes, a 400 quilômetros de Curitiba, decretar recesso sanitário nas escolas públicas e particulares de ensino fundamental, médio, técnico e nos cursos pré-vestibulares. Pela determinação, as atividades escolares na cidade serão retomadas somente a partir do dia 14.

MORTES

Campinas registrou, até ontem, 12 mortes por contaminação pelo vírus da gripe suína. Na região, 50 mortes já foram causadas pela nova gripe. De acordo com o boletim mais recente do Ministério da Saúde, a gripe suína já matou 657 pessoas no País - 261 delas no Estado de São Paulo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou ontem dados mundiais. Desde o aparecimento do vírus H1N1, em março, 2.837 pessoas morreram, a grande maioria (2.234) no continente americano. Segundo a OMS, no Brasil, os casos continuarão aparecendo no Norte e Nordeste, as últimas regiões do País afetadas pela pandemia.

COMO EVITAR A CONTAMINAÇÃO

Lave as mãos com água e sabão com frequência, especialmente após espirrar ou tossir

Utilize álcool em gel quando não for possível lavar as mãos com água e sabão - a eficácia dos dois métodos é a mesma

Evite tocar no rosto, especialmente olhos, boca e nariz

Cubra o nariz e a boca quando for espirrar ou tossir

Use de preferência lenço descartável

Evite compartilhar objetos de uso pessoal, alimentos e copos

Não frequente ambientes fechados ou com aglomeração se tiver qualquer sintoma de gripe

Não mande seu filho para a escola em caso de sintomas de gripe. As crianças podem transmitir o vírus por 14 dias