Camila Vicullo, de 25 anos, química

- O Estado de S.Paulo

"Sempre malhei. Minha mãe também. Tanto que ela continua bonitona, aos 48 anos. Hoje, freqüentamos a academia juntas e fazemos as mesmas aulas: musculação, pilates e spinning. Gosto de estar com o corpo legal, mas não sou neurótica, nem passo privações para ficar em forma. Como de tudo e muito bem. Mas sempre me cobro. Isso me estimula a malhar, a me cuidar. Além da estética e saúde, ficar em forma faz eu me sentir bem. É bom para a cabeça. E, com tudo em cima, vou à praia sem encanar com meu corpo, posso vestir qualquer roupa que não vira aberração. Mas sou contra cirurgia plástica. Acho que dá pra resolver tudo na academia."