Cada um no seu estilo

Ciça Vallerio - O Estado de S.Paulo

Criatividade é o que não falta nos looks da noite. Conheça os visuais que circulam por São Paulo

Na noite paulistana, especialmente no circuito alternativo da cidade, como a Rua Augusta e adjacências, os looks dos baladeiros chamam - e muito - a atenção. Criativos e sem medo de ousar, capricham cada vez mais no visual. Estão substituindo os tradicionais tênis, jeans e camiseta por produções elaboradas. Agora, o que vale é "se montar", expressão que cai como uma luva para definir os vários estilos que desfilam na madrugada pulsante da região. Tem de tudo - e aí está a graça. "O cotidiano é chato e, à noite, dá para criar e fugir do trivial", fala a advogada Ana Paula Dias, de 30 anos. "Adoro cuidar do visual quando saio."A produção está mudando de cara, segundo atesta uma das referências dos modernos, o DJ Johnny Luxo, de 35 anos. Na noite desde 1992, ele vem acompanhando os altos e baixos das baladas. "As pessoas andam mais animadas para se produzir", opina. "Jeans e camiseta são confortáveis, principalmente em lugares abarrotados de gente, como as casas noturnas, mas vale apostar em um look com mais estilo."Para incentivar a criatividade, o Club Glória organiza uma vez por mês a festa cult chamada "Vai!", mais conhecida como a noite da "montação". A partir de um tema escolhido, os freqüentadores "soltam a franga", criando looks exagerados e com um toque de humor. Nessa onda, já teve o "Vai rica", "Vai no brilho", "Vai de onça"... Outros clubes também investem em noites temáticas. Toda quinta-feira, o Club Vegas tem a noite do rock: é quando as pessoas se vestem com um modelito especial. Independentemente dos eventos específicos, o fim de semana é regado a várias tribos e estilos. A baladeira de carteirinha e estudante de moda Mariana Alves, de 22 anos, confirma a tendência. "É a hora de ser over sem medo, e de ver e ser visto." A designer gráfica e atriz Ferdi Gimenes, de 20 anos, confirma a virada nas produções. "Ser diferente mostra personalidade: você acaba se destacando, e isso está virando moda." Na madrugada de uma sexta-feira, Ferdi chamava a atenção com seu jeitinho pin-up, no Club Vegas lotado. Mas é na madrugada da Rua Augusta que transitam tipos pra lá de interessantes. Descubra alguns deles.     Diego Del Rio, assistente de estilista, e Priscilla Garcia, modelo Hillary (nome de guerra), cantora e dançarina Denis Brancatto(dir.) e Lucas de Barros, ambos universitários, e Úrsula Castilho, garçonete Daiane de Paula, estudante