Brown propõe US$ 100 bi/ano para combater aquecimento

Jamil Chade - O Estado de S.Paulo

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, propôs a criação de um fundo alimentado pelos países ricos de US$ 100 bilhões por ano para financiar as nações em desenvolvimento na luta contra as mudanças climáticas. O pacote faria parte do acordo que se negocia até o final do ano para determinar novos limites às emissões de CO2. Brown ainda quer reduzir em 50% o ritmo de desmatamento das florestas tropicais até 2020 e parar por completo a perda de cobertura florestal até 2030. Em dezembro, 190 governos precisarão chegar a um entendimento sobre como lidar com as mudanças climáticas com o fim do Protocolo de Kyoto a partir de 2012. Um dos pontos mais polêmicos tem sido a contribuição dos países ricos à redução das emissões pelos emergentes.?APENAS UMA GOTA?A Europa havia feito uma proposta de acordo climático no início do ano. Mas deixou os emergentes irritados ao retirar da proposta o valor da ajuda que os ricos dariam aos países pobres. Pressionada diante de sua pior recessão em 60 anos, os europeus só queriam falar em valores quando soubessem o que os emergentes fariam para cortar suas emissões.A proposta é feita a duas semana de uma reunião entre as 17 maiores economias do mundo. "É só uma gota. Mas pelo menos alguém falou algo sobre números, finalmente", disse o especialista Pradipto Ghosh, membro do comitê criado pelo governo indiano para tratar de mudanças climáticas.