Bolsa especial vai tentar melhorar qualidade em 3 áreas

Lisandra Paraguassú - O Estado de S.Paulo

Serão contemplados alunos de licenciaturas críticas, como Física e Química

O Ministério da Educação (MEC) vai criar um programa de bolsas para estudantes de licenciatura nas universidades federais, com ênfase para aqueles que estejam na área de Física, Química e Matemática. A intenção é treinar os alunos de licenciatura em projetos didáticos desde o início dos cursos, assim como já é feito com programas de iniciação científica.A falta de um programa de treinamento para os estudantes de licenciatura foi uma das críticas recebidas pelo MEC contrárias ao Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), apresentado em abril. Segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, a crítica chamou a atenção do ministério. "Essa situação retrata um pouco o que era uma visão existente, de se apoiar a educação voltada para a pós-graduação e desassistir a educação voltada para o ensino básico", afirmou. "Privilegiava-se o bacharelado e não a licenciatura."A estimativa do Conselho Nacional de Educação é que, hoje, faltem 246 mil professores para o ensino básico, especialmente nas áreas de ciências.O programa está em fase de estruturação e deve ser implementado em 2008. Vai seguir os mesmos princípios do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), existente hoje para os bacharelados. No Pibic, os alunos da graduação recebem uma bolsa para trabalhar em um projeto de pesquisa composto também por alunos da pós-graduação, orientados por professores da instituição.O objetivo é despertar o mais cedo possível o interesse dos alunos pelo desenvolvimento de pesquisas científicas.INTEGRAÇÃOO Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), como já foi batizado o novo programa, terá projetos de desenvolvimento de ensino e didática - também orientados por professores. A intenção é que esses projetos trabalhem diretamente com escolas públicas, servindo também como integração entre as universidades federais e os sistemas públicos de ensino."Será uma bolsa para amparar estágios, treinando já os estudantes para dar aulas. Estamos definindo como será a seleção de projetos, a relação com as escolas públicas. Estamos debruçados sobre os critérios", explicou o ministro.Haddad garante, no entanto, que já haverá recursos no Orçamento de 2008 para iniciar o programa.As bolsas de graduação do Pibic são concedidas pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, por meio do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq). Já os do Pibid deverão ser financiadas pelo próprio MEC. Hoje, o valor da bolsa de iniciação científica está em torno de R$ 300. As de iniciação à docência deverão seguir o mesmo padrão.