Bertone diz que Pio XI fez dura crítica ao nazismo

Efe - O Estado de S.Paulo

O secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, afirmou ontem que o papa Pio XI foi o autor da "mais firme" interpelação do regime nazista, ao denunciar o não-cumprimento de concordata (tratado) firmada em 1933 entre a Santa Sé e o governo de Hitler. Para Bertone, a encíclica Mit Brennender Sorge, de 1937, é o texto "mais firme e preciso jamais escrito contra o nazismo". Ela condenava o culto do Estado e da raça como incompatível com a fé cristã e denunciava a perseguição dos católicos.