Bento XVI condena discriminação gênica

AP - O Estado de S.Paulo

O papa Bento XVI disse ontem que qualquer discriminação baseada em fatores genéticos, como risco elevado de câncer, é um ataque à humanidade. O pontífice elogiou os avanços científicos na área, mas condenou qualquer uso da genética para fins de eugenia, como a discriminação de pessoas com características genéticas consideradas indesejáveis.