Até 30% dos docentes têm formação inadequada

- O Estado de S.Paulo

De acordo com o primeiro censo completo do professor, apresentado nesta semana pelo Ministério da Educação, o número de professores sem formação adequada varia de 10% a quase 30%, dependendo do nível de ensino. A maioria tem algum tipo de formação, mas ela não é própria para o que está ensinando.No País, 15.963 docentes (menos de 1% do total) cursou apenas o ensino fundamental. A maior parte, 5.515, dá aulas para 1.ª a 4.ª séries. No entanto, 441 ensinam alunos do nível médio. Existem ainda 103.341 professores com o ensino médio completo, mas sem magistério, e outros 127.877 com curso superior, sem licenciatura. Quase 70% dos professores da educação básica têm curso superior, 90% deles com licenciatura. Nos anos finais do ensino fundamental, quase 80% têm curso superior, 73,4% com licenciatura. No ensino médio, o índice sobe para 93,4% de graduados, 87% com licenciatura.O censo também mostrou que 80,9% dos docentes trabalham em apenas uma escola, mais de 60% lecionam em um turno e quase 40% são responsáveis por somente uma turma. São pouco mais de 1,882 milhão de professores no ensino básico, dos quais 309 mil são de particulares. Apenas 3,2% trabalham em três escolas ou mais. Mesmo no caso de professores de 5.ª a 8.ª séries e do ensino médio, em que a divisão por disciplinas permite maior locomoção, cerca de 85% dão aulas em apenas uma escola.