Após nove dias, presidente da Coopervale é solto

- O Estado de S.Paulo

O presidente da Cooperativa Agropecuária do Vale do Rio Grande (Coopervale), Luis Gualberto Ferreira, preso pela PF em 22 de outubro com outras 26 pessoas, foi libertado ontem às 21h19. Ele estava descalço e algemado. Chorando muito, foi recebido por cerca de 20 familiares e amigos na entrada da Penitenciária Aluízio Ignácio de Oliveira, em Uberaba. Se for condenado, cumprirá pena de 4 a 8 anos de detenção. O procurador da República Bruno Nominato de Oliveira havia demonstrado receio de interferências na apuração com Ferreira fora da cadeia. Mas a decisão da Justiça de manter a junta interventora à frente da Coopervale tranqüilizou o procurador.