Aos 80, morre descobridor de ''''cidades perdidas''''

AP - O Estado de S.Paulo

Douglas Eugene Savoy, o explorador americano que descobriu mais de 40 cidades perdidas no Peru, morreu na semana passada aos 80 anos. Gene Savoy foi responsável pela revelação dos mais importantes sítios arqueológicos do Peru, entre eles o de Vilcabamba, por muito tempo considerado o último refúgio inca diante da ameaça dos conquistadores espanhóis. Hoje, cientistas apontam a localidade de Espiritu Pampa como a última morada inca. Embora o arqueólogo americano Hiram Bingham tenha estado neste sítio antes, foram as escavações de Savoy, nos anos 1960, que conferiram importância histórica e científica ao lugar. Chamado pela revista People de "o verdadeiro Indiana Jones", Gene Savoy esteve por 40 anos percorrendo as selvas peruanas, onde descobriu dezenas de cidades construídas em pedra pelos Chachapoyas, uma civilização pré-inca - entre elas, as "cidades perdidas" de Gran Pajaten, Gran Vilaya e Gran Saposoa. Até as descobertas de Savoy, esses lugares eram considerados mitos da cultura peruana. Segundo sua família, Gene Savoy, que era extremamente religioso, morreu em casa de "causas naturais".