Aos 67, Roberto Carlos tem ?pânico? da velhice

Roberta Pennafort, RIO - O Estado de S.Paulo

Cantor nega ter feito plástica no rosto e se diz solteiro

Prestes a completar 68 anos (em abril) e comemorando 50 de carreira, um Roberto Carlos de cabelos mais curtos, brincalhão, bronzeado, malhado e malicioso, em entrevista para divulgar seu cruzeiro anual, "Emoções em alto-mar", disse: "Não tenho medo da velhice. Eu tenho pânico total! Faço tudo o que posso para evitar isso." Em ótima forma, marcada pela camiseta azul de mangas curtas, que deixava de fora os braços e realçava o peitoral, o nome mais célebre da Jovem Guarda frisou que não fez cirurgia plástica no rosto, como noticiaram - deu apenas uma esticadinha no pescoço. Além disso, disse aos repórteres que gosta de "marombar" e de poder "tirar a camisa com a luz acesa" e surpreendeu ao contar que vive "os dias atuais" quando lhe perguntaram se estava "ficando" com alguém. "Todo mundo tem direito de curtir o que é bom. Isso é uma coisa normal, ainda mais para quem está solteiro", disse o cantor, aplaudido a cada resposta pelos 800 passageiros do navio que ganharam um sorteio e puderam assistir à entrevista.Sobre o comentado namoro com uma estudante de 24 anos de São Paulo, que estaria motivando uma mudança do Rio, ele se esquivou. Riu, escondeu o rosto, mas não deixou de dizer que "a idade não tem nada a ver" quando se trata de romance. Deixou escapar um "a gente" quando se referia ao apartamento que está montando na capital paulista, para riso geral. Em seguida, corrigiu: "A gente: eu, a decoradora, o arquiteto." Frisou que o imóvel é para que tenha mais conforto em suas viagens a trabalho. "É tudo mentira (a mudança). Minha residência oficial é no Rio." E perguntado sobre o que acha do "amor entre iguais", afirmou que não é contra, "desde que não cause a infelicidade" de outras pessoas.À noite, para a plateia formada por casais de meia-idade e vovós levadas pelas filhas, relembrou Côncavo e Convexo, aquela canção que fez uma senhorinha ficar famosa ao dizer que os versos lhe faziam chegar ao orgasmo. Antes de cantar, provocou: "Agora, uma canção inocente." O show teve ainda os hits de sempre: Detalhes, Emoções, Como É Grande o Meu Amor por Você, além de Champagne - sucesso de Pepino di Capri, durante a qual taças foram distribuídas ao público, que brindou com o Rei. Ao fim, Comandante do Seu Coração, que desbanca Jesus Cristo nos shows al mare. Essa ele canta de quepe de comandante - é o momento da distribuição de rosas brancas e vermelhas, beijadas uma a uma.O cruzeiro é um sucesso que vem desde 2005. Os tíquetes para este ano acabaram em agosto, mesmo saindo a cerca de R$ 6 mil a cabine sem varanda, para casal.