Aos 62, morre o cartunista argentino Fontanarrosa

- O Estado de S.Paulo

Morreu ontem, aos 62 anos, em Buenos Aires, o cartunista e escritor argentino Roberto Fontanarrosa, apelidado de El Negro. Segundo o jornal O Clarín, ele sofria de doença neurológica. Era grande amigo do cartunista Quino (criador da Mafalda), conhecia bem os desenhistas brasileiros e admirava Jaguar, Henfil, Emilio Fernandes e Edgar Vasques. No Brasil, ficou conhecido quando a L&PM publicou, nos anos 80, os álbuns de seu personagem Boogie, O Seboso, um assassino de aluguel criado em 1972. O traço fino, elegante e limpo do artista influenciou gerações de cartunistas.Ele dizia que copiava, "sem vergonha", o italiano Hugo Pratt. Fontanarrosa nasceu em Rosário em 1944. Era fanático pelo futebol. Em 1971, seu time, o Rosário Central, ganhou o título argentino, o que o inspirou a escrever o conto 19 de septiembre de 1971, incluído no livro Nada del Otro Mundo, publicado por Ediciones de la Flor (1988).