Anvisa autoriza venda da 2ª vacina contra HPV

The New York Times - O Estado de S.Paulo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou ontem a vacina contra o HPV (papilomavírus, responsável por 70% dos casos de câncer de colo do útero) fabricada pela GlaxoSmithKline (GSK). A Cervarix (nome comercial), no entanto, só entrará no mercado brasileiro após a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) - órgão da agência - definir o preço do medicamento. A GSK aguardava o aval da agência há mais de um ano - no final de 2006, a Merck conseguiu a aprovação da Gardasil, pioneira no mercado nacional. Sua imunização será feita após a aplicação de três doses do produto.A Cervariz é indicada para mulheres de 10 a 25 anos e sua proteção é de 5 anos e meio. "Essa vacina é eficaz contra os quatro tipos de vírus, pois promove a prevenção contra a infecção cruzada", afirma o ginecologista Júlio César Teixeira, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).A aprovação da Cervarix para as brasileiras acontece em meio às discussões para a liberação, nos Estados Unidos, da Gardasil para os homens. México, Austrália e países da União Européia já autorizam a vacinação masculina. Duas variáveis do HPV podem causar também doenças no aparelho reprodutor masculino. Para os especialistas, a vacinação deles aumentaria a proteção às mulheres.