Aluno ganha 4ª medalha em prova de matemática

Alexandre Rodrigues - O Estado de S.Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva atrasou a agenda ontem no Rio dedicando mais de duas horas para abraçar e pendurar medalhas em 300 alunos premiados na 5.ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Participaram 18 milhões de estudantes em todo o País no ano passado.Na cerimônia, Lula reencontrou o cadeirante Ricardo Oliveira da Silva, de 20 anos. Ele entrou na escola, no interior do Ceará, aos 17 anos e recebeu sua terceira medalha na competição na melhor posição: 6.º lugar. "Não pode haver melhor exemplo do que o do Ricardo. Daqui a pouco vai ser convidado para fazer novela. E o título poderia ser: ?O Gênio?", disse Lula. Cesar Magalhães não se acha um gênio, embora tenha sido o primeiro colocado da competição. "Procuro ter interesse na aula e questionar tudo para ver as coisas de outras formas", disse ele que, aos 15 anos, cursa o último ano da Escola Preparatória de Cadetes do Ar.Boa parte dos premiados vem de escolas militares ou técnicas, mas há exemplos de municipais e estaduais. Gerson Tavares de Souza, de 20 anos, foi saudado por Lula como o "único brasileiro" detentor de quatro medalhas da olimpíada. Ele conquistou a última no ano passado, quando estudava em escola estadual. Hoje cursa Engenharia Mecânica na USP.