Aluno enfrenta fila para se matricular em vaga do ProUni

Alexandre Gonçalves - O Estado de S.Paulo

Unip centralizou cadastramento de 11 câmpus em 1 local; prazo para entrega de documentos termina hoje

Alunos que buscam matrícula na Universidade Paulista (Unip), em São Paulo, por meio de vagas no Programa Universidade para Todos (ProUni) passaram a madrugada de ontem na fila. Eles foram convocados para entregar a documentação exigida pelo programa, criado pelo governo federal para conceder bolsas parciais e integrais a estudantes carentes. A Unip, porém, centralizou o cadastro das bolsas dos seus 11 câmpus da Grande São Paulo na unidade Indianópolis, zona sul da capital. Quem chegou depois das 5 horas não conseguiu senha para ser atendido. Houve confusão e a Polícia Militar foi chamada. Hoje é o último dia para a inscrição. Segundo o vice-reitor de planejamento, administração e finanças, Fábio Romeu de Carvalho, a Unip oferece 4.448 bolsas do ProUni na Grande São Paulo. Ele atribui os problemas ao aumento de mais de 150% no número de vagas destinadas ao programa. No ano passado, eram 1.730. "O número de bolsas depende da estimativa de matrículas", aponta Carvalho. "No ano passado, o número de matrículas superou as expectativas. Para compensar as vagas do ProUni que não foram abertas em 2008, oferecemos mais este ano." A Unip atendeu cerca de 3.550 pessoas até anteontem, segundo Carvalho. "Mas muitos esquecem algum papel e, por isso, precisam retornar", afirma o vice-reitor. Em média, 250 senhas foram distribuídas diariamente para quem precisava completar a documentação. Mesmo assim, muita gente voltou para casa sem ser atendido. Tatiane Maria da Silva, de 23 anos, mora em Itaquaquecetuba (SP). Levou uma barraca e passou a madrugada de quinta acampada na porta da universidade. Chegou às 19 horas e já havia 50 pessoas na fila. Os alunos reclamam da burocracia. Um conjunto de instruções entregue aos estudantes estabelece que "outros documentos que o representante do ProUni eventualmente julgar necessários" poderão ser "solicitados no ato da entrevista (para análise socioeconômica)". A auxiliar administrativa Elisabeth Gardezani, de 28 anos, relatou que é mãe solteira durante a entrevista na sexta-feira passada. Ontem, voltou para entregar uma declaração, com firma reconhecida, atestando que tinha um filho, mas não possuía vínculo com o pai do garoto. Chegou às 4h30 e foi atendida no início da noite. Hoje, a Unip pretende distribuir 480 senhas para quem deixou tudo para o último dia ou precisa entregar algum documento. "Quem estiver com a documentação incompleta, mas satisfatória, poderá trazer o que falta no início da próxima semana", afirma Carvalho. Mas cabe à universidade definir, caso a caso, quais documentos. Quem permanecer com a documentação "insatisfatória" pode perder o direito à bolsa. APROVADOS A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) divulgou ontem a lista de aprovados no Vestibular 2009. A Universidade Estadual Paulista (Unesp) vai apresentar hoje os aprovados no seu exame de seleção.