Alegres e eternas

Mariana Abreu Sodré - O Estado de S.Paulo

As flores são fortes no verão, e prometem ter ainda mais intensidade no inverno

Ok. As flores nunca saíram da moda. Só estiveram mais - ou menos - em voga. Este momento e a próxima estação encaixam-se na categoria "mais". A estampa floral desabrochou nos desfiles nacionais de verão (que aconteceram em julho de 2007), tomaram boa parte das passarelas do hemisfério norte, na temporada primavera-verão deles (entre setembro e outubro passados), e transformou algumas apresentações dos últimos São Paulo Fashion Week e Fashion Rio num jardim. Aparecem e aparecerão em diversos estilos: psicodélicos, liberty, miúdos, bicolores, multicoloridos, em tons sóbrios, em tons vivos, em tons sóbrios e vivos, no estilo geométrico, exagerado ou localizado. Em vestidos, camisas, bolsas, bijuterias , jóias e afins. E em muitos tecidos. As semanas de moda internacionais estão, por motivos óbvios, uma estação à frente das nossas. Assim, o que se mostra lá tem vida longa por aqui , já que as tendências são cada vez mais globais. E Nicholas Ghesquiëre, estilista da espanhola Balenciaga e ídolo fashion, apostou em cheio nos floridos em seu último desfile primavera/verão. Stella Mc Cartney - filha do ex- Beattle Paul e lançadora de tendências -, idem. Cada um fez o floral ao seu estilo e, junto a outros tantos criadores que investiram nas flores, comprovou que o flower power está longe de perder a vez. Moda é o que está na rua. Se permanece na passarela, ou nos editoriais, é tendência, proposta. E as flores estão no asfalto de São Paulo. Nos corpos de mulheres de estilos diversos, como as que você aqui. Elas contam como lançam mão de seus buquês. Lethicia Bronstein, de 27 anos, estilista de alta costura, usa vestido da Papaya de Miami"Sou do Rio de Janeiro, e nós, cariocas, usamos muito camiseta de malha mais justinha com saia rodada e estampada de flores, um look que é bacana, fresco e que também disfarça o quadril largo. Tem gente que acha que estampa engorda, sou da opinião contrária: acho que o estampado chama a atenção e desvia o olhar dos possíveis defeitos. Mas, para isso, é preciso conhecer seu corpo, e aí tirar a maior vantagem. Eu, por exemplo, tenho quadril largo e, para disfarçar, vou de saia rodada. O cinto marcando a cintura destaca a proporção, mas tem que ser um cinto neutro e, de certa forma, que se camufle na estampa. Acho que, ao usar um vestido floral, ou uma bata floral, é preciso descompensar nos acessórios, usando brincos, colares, pulseiras, sandália e bolsa o mais clean possível. A maquiagem deve seguir a mesma linha para não pesar no visual. Eu prefiro estampas em tons pastéis, menores. Acho que o floral grande e muito colorido não cola mais."Catherine de Luca, 32 anos, designer de bijus, usa colar de sua marca, a Paola e Catherine     "Não uso muitas estampas, nunca usei, sempre fui das peças lisas. Normalmente procuro incluir as tendências no meu visual por meio dos acessórios, uma opção para quem quer acentuar o look sem usar, por exemplo, o estampado floral. Este colar faz uma leve referência a esta onda de flores que está forte por aí e promete se intensificar. É uma ótima opção para quem, como eu, acha as peças floridas legais, mas distantes do meu estilo. Este é bem clean, com uma só flor, até porque visto amarelão e não daria para jogar muita cor aqui, mas tenho outros colares bem coloridos, que uso nos dias mais invernais, ou com cores mais sóbrias. Uma outra opção legal são os com pingentes de acrílico, que são leves e aí podem ser usados até com o print de flores."Flávia Viacava, de 33 anos, estilista da Bo Bô, usa vestido comprado em brechó de Londres     "Acho que a tendência agora é um floral com cara de retrô, ou do tipo indiano. Muitas pessoas associam a estampa floral a algo romântico, mas, na verdade, há muitos estilos dentro dos floridos. Peças com estampas localizadas, mixadas, psicodélicas e tudo mais. O floral romântico é no qual menos aposto, tanto para o verão quanto para o inverno. Para o verão, invisto nos que têm a cor pink. Para o inverno, nos de fundo sóbrio - como preto ou cinza - com toques de cores cítricas, vibrantes. Outra confusão comum é tentar classificar a estampa como noite ou dia. No caso das peças floridas, o que conta neste sentido é o tecido. Assim, o floral é liberado tanto para o dia-a-dia como para o casamento, independentemente do estilo que tem. Um vestido de algodão curto é casual, mas se for um pouco mais longo, pode até ir para um casamento com uma bolsa carteira como acessório."Helena Lunardelli, de 34 anos, florista, usa bolsa da sua floricultura, o Atelier Helena Lunardelli      "Sou florista, então flor é mesmo o meu negócio (risos). E tenho muita coisa floral, porque todo mundo que quer me presentear escolhe uma coisa que remeta a flores, o que eu adoro. Para vestir, falando de moda, uso estampas florais do tipo vintage. Não sou muito desta coisa de flores multicoloridas, chamativas. Também uso bastante lenço de flores na cabeça, tenho mania. E adoro broches em forma de flores, tenho vários, de diferentes estilos. Mas acho que é preciso cuidado ao usá-las na moda, na roupa. Tem que ter equilíbrio, senão fica over. Um look total flor deve ser num vestido, por exemplo. Um elemento floral no look é o suficiente, não dá para pôr mais. Eu foco, principalmente, em acessórios como bolsas, sandálias, chapéus, lenços e até em nécessaires. Esta bolsa que estou usando é francesa, hype em Paris, onde as flores estão com tudo. É uma sacola de algodão estampada com uma foto de Sarah Wells. Vi durante uma viagem, adorei, comprei e vendo algumas em minha loja. Outro dia um casal francês foi lá, e eles ficaram impressionados ao ver a bolsa na loja, no Brasil, justamente porque é febre na França."Luciana Faria, de 24 anos, administradora de empresas e sócia da loja feminina Thelure, usa bata trapézio de cetim de seda vintage     "Adoro roupa colorida e estampada, tem tudo a ver com o meu estilo e, por isso, sempre usei. Como não acredito em regras - nem na moda, nem na vida, pois não existe uma só verdade -, acho que a estampa floral ou qualquer outro tipo de tendência ou roupa tem que combinar, estar de acordo, com o estado de espírito de quem a usa. Em dias ensolarados, alegres, visto estampa floral de cores vivas, porque acho que isso deixa o dia mais feliz. Em dias cinzentos, levanta o astral (risos). Gosto muito do floral psicodélico, geométrico - que vai ser forte no inverno, na minha opinião -, é deste tipo que estou usando, o qual chamo de rococó em cores vivas. Dentro das tendências, no inverno o floral vai ter um papel importante, porque será um dos elementos que dará o toque menininha ou mulher em looks mais sóbrios, com alfaiataria, que unem os estilos masculino e feminino. Aí, o estampado será menor, em cores como roxo e alaranjado. Mas sem regras (risos)."   Fotos: Marcos Mendes/AE