Achadas 3 novas espécies de salamandra na Costa Rica

EFE - O Estado de S.Paulo

Parque Nacional La Amistad, na fronteira com Panamá, concentra agora 14% do total de variedades do anfíbio

Cientistas localizaram três novas espécies de salamandra na fronteira da Costa Rica com o Panamá, no Parque Nacional La Amistad - declarado Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O anúncio foi feito ontem por especialistas do Museu de História Natural de Londres. Com a descoberta, sobe para 43 o número de espécies desse anfíbio na Costa Rica, 14% do total mundial.Duas das espécies recém-descobertas são noturnas. A terceira tem apenas 3 centímetros de comprimento. As salamandras costumam alimentar-se de insetos e minhocas. Vivem na água ou em lugares muito úmidos.As salamandras encontradas no parque estão entre cerca de 5 mil animais e plantas registrados pelos especialistas do museu londrino durante três expedições pela América Central. Nas incursões, a equipe localizou ainda várias novas espécies de plantas.EXPECTATIVAAs três salamandras pertencem ao gênero Bolitoglossa. Uma delas tem coloração preta com marca vermelha e mede 8 centímetros de comprimento. A outra é marrom e tem 6 cm. A menor, de 3 cm, também é marrom."Temos quatro novas expedições neste ano. Quem sabe o que podemos encontrar quando voltarmos?", disse Alex Monro, líder do projeto do museu de Londres. As novas espécies serão catalogadas por cientistas da Universidade da Costa Rica.As expedições de prospecção são financiadas pelo Projeto Darwin, uma iniciativa do governo britânico para apoiar a conservação da biodiversidade.