3 cursos têm vestibular suspenso

Lisandra Paraguassú - O Estado de S.Paulo

O Ministério da Educação determinou ontem a suspensão de qualquer forma de ingresso nos cursos de Medicina das universidades Severino Sombra, em Vassouras (RJ), e Iguaçu, no câmpus Itaperuna (RJ), e do Centro Universitário de Valença (RJ), por problemas na qualidade. Também reduziu de 80 para 50 as vagas no vestibular da Universidade Metropolitana de Santos (SP). As instituições têm seis meses para iniciar o saneamento das deficiências ou poderão enfrentar um processo administrativo. Os três passaram por um processo de supervisão em que foram encontrados problemas como excessivo número de alunos, falta de vagas para os estágios finais do curso e deficiências em laboratórios e bibliotecas. Eles fazem parte de um grupo de 17 cursos que receberam conceitos 1 e 2 no Exame Nacional de Desempenho do Estudante (Enade) e foram selecionados para passar por uma supervisão in loco. Em 12 casos as instituições assinaram termos de saneamento com o MEC. Quatro receberam medidas cautelares suspendendo ou reduzindo o número de vagas em dezembro do ano passado. Entre eles, a Unig de Itaperuna. No entanto, a instituição realizou vestibular. O ingresso foi suspenso pela Justiça.A universidade Severino Sombra e o Centro Universitário de Valença tiveram os ingressos suspensos por medida cautelar. A Severino Sombra informou que ficou sabendo da medida cautelar pelo ?Diário Oficial? e tomaria "medidas judiciais cabíveis". No câmpus de Itaperuna da Universidade de Iguaçu, o ?Estado? foi informado que o responsável estava em reunião e não podia ser interrompido. O Centro Universitário de Valença prometeu uma nota, não enviada até o fechamento da edição.