Xuxa é criticada por dizer a Taís Araújo que queria ser negra na próxima vida

Bárbara Correa* - O Estado de S.Paulo

'Ser preta não é mole não. Depois te conto o que é vir preta nesse país e nesse mundo', disse a atriz para a apresentadora

Taís Araujo em entrevista com Xuxa, no 'Superbonita', do GNT

Taís Araujo em entrevista com Xuxa, no 'Superbonita', do GNT Foto: Twitter/ @canalgnt

Xuxa Meneghel esteve entre os assuntos mais comentados nas redes sociais neste domingo, 18. A apresentadora foi criticada após dizer para Taís Araújo que gostaria de ser uma mulher negra em uma próxima encarnação. 

A declaração foi feita para o programa Superbonita, do GNT, em março, porém viralizou no Twitter na tarde de ontem. Na entrevista, a atriz pergunta para a apresentadora como ela gostaria de vir ao mundo, se fosse em outra vida. 

"Taís, eu gostaria de vir com a sua cor, seu cabelo, sua pele", disse Xuxa. Supresa, Taís respondeu: "Quer mesmo? Ser preta não é mole não. Depois te conto o que é vir preta nesse país e nesse mundo". 

"Eu ia me amar muito, ia me olhar no espelho toda hora. Quando eu olho as pessoas com a cor da tua pele, cabelo e tudo, eu gostaria demais. Tenho uma pele que queria muito que fosse dourada, morena, negra. Se eu pudesse escolher, eu gostaria de vir assim", rebateu a apresentadora. 

"Eu também me amo, mas o problema não sou eu. Comigo está tudo certo, mas o mundo lá fora pra gente é danado", explicou a atriz. "Vou te falar uma coisa: eu te amo, mas pede para vir com o espírito preparado para aguentar a bomba também", alertou Taís. 

A fala de Xuxa ganhou muita repercussão no Twitter. Diversos usuários alegaram que a declaração dela veio de uma perspectiva privilegiada, por considerar a vivência de uma pessoa negra a partir da estética.

"Você não queria ter nascido preta não, Xuxa, porque você não seria rainha dos baixinhos, não teria tido oportunidades de ser modelo e apresentadora com essa facilidade, muito menos seria quase bilionária hoje. É muito fácil falar", alertou uma internauta. 

O Estadão entrou em contato com a assessoria de imprensa da artista para um posicionamento, porém não obteve resposta até a publicação deste texto. 

*Estagiária sob supervisão de Charlise Morais