Vocalista do Ira! pede desculpas por se apresentar em más condições

Redação - O Estado de S.Paulo

Nasi admite ter bebido antes do show em São Paulo; fãs saíram decepcionados e pedem reembolso

O vocalista do Ira , Nasi, pede desculpas por show realizado em São Paulo: 'bebi muito'. 

O vocalista do Ira , Nasi, pede desculpas por show realizado em São Paulo: 'bebi muito'.  Foto: Gabriela Biló/Estadão

Atualizada em 08/08/2017 às 9h50

O vocalista da banda Ira!, Nasi, divulgou um pedido de desculpas pelas más condições em que se apresentou no último sábado, 5. O grupo fez um show no O Kazebre, na zona leste de São Paulo, e muitos fãs relataram que o cantor estava bêbado.

"Ontem foi uma noite atípica", diz Nasi no vídeo. Ele afirma que o grupo tinha feito um show antes, em Ribeirão Preto, e que ele tinha bebido muito no intervalo de tempo entre essa apresentação e o início do show na capital paulista, às 2h da madrugada.

Além disso, ele diz ter sido picado por um animal peçonheto e não deu a devida atenção ao problema, o que teria agravado o mal-estar.

"Eu peço desculpas. Prometo que isso nunca mais vai acontecer, peço desculpas a todos os fãs, espero retribuir em outras apresentações", diz. Ele também agradece a todos os integrantes da banda que "seguraram a onda" dele.

Na apresentação da música Eu Quero Sempre Mais, é possível ver o vocalista sentado na maior parte do tempo, quase sem cantar.

Decepção. No domingo, quem estava na apresentação fez comentários negativos na página do O Kazebre no Facebook. Nasi estava "sem condições de cantar e nem de ficar em pé", disse uma pessoa.

Segundo os relatos, os outros integrantes da banda tentaram 'salvar' o show, principalmente o guitarrista Scandurra. Algumas pessoas também falaram que a apresentação começou tarde e, na saída, uma fila se formou na bilheteria do local para reclamações.

"Fiquei muito triste em constatar que talvez eu nunca mais assista um bom show do Ira!. Que tristeza constatar que aquele vigor e presença de palco típicos do Ira! podem ter sido deixados definitivamente no passado", comentou outra pessoa.

Na página, as pessoas pedem reembolso pelo show que, segundo elas, não aconteceu. "Se viram a situação dele, por que permitiram o 'show'? Não seria mais adequado e honesto cancelar o evento e devolver o dinheiro? ", questionou uma fã.

A banda interrompeu a carreira em 2007 devido a desentendimentos entre os integrantes. O retorno foi anunciado em 2014.

Outros lados. Marcos Castilho, responsável pela programação dos eventos da casa de shows, disse ao E+ que O Kazebre deu todo o suporte técnico e artístico para o grupo e não foi possível evitar a apresentação. "Eles chegaram meia hora antes [do show], entraram no camarim e não teve espaço para isso", afirmou.

Segundo ele, as pessoas que estão cobrando pelo ressarcimento do valor do ingresso estão sendo atendidas individualmente e encaminhadas para a produção do Ira!.

A Showtime 19, que faz o agenciamento artístico da banda, confirmou que, desde domingo, atendeu todas as solicitações de devolução, mas que a maioria ainda precisa de comprovação. "Estamos  aqui pelo  lado do  Ira!, trabalhando todos de maneira individual e não há nenhuma pendência ou pessoas sem resposta", disse Airton Valadão, responsável pela empresa.

Castilho disse que O Kazebre chegou a devolver o dinheiro do ingresso para algumas pessoas no final do show, liberar ficha de consumação e isentar o pagamento do estacionamento. Ele deixa claro que não culpa a banda nem o Nasi pelo ocorrido. "A gente sente muito, não foi proposital, ele é nosso amigo, toca na casa desde 2013. Estamos ajudando ele a se sentir melhor. A gente torce para que ele fique bem e continue com os shows", disse.

Em nota, o gerente do O Kazebre, José Domingos Pinto, disse que a casa não é responsável pelo ocorrido, visto que se trata de uma ação isolada de um dos componentes da banda. Leia a nota na íntegra abaixo:

Esclarecemos que cumprimos e pagamos integralmente o pactuado junto à produção do Ira! e cumprimos rigorosamente aquilo que foi estabelecido contratualmente para a apresentação do show do dia 05/07/17.

Consignamos que o palco deste estabelecimento, há muitos anos, tem recebido essa renomada banda de rock sem que houvesse qualquer tipo de alteração ou desiteligência, principalmente no âmbito comportamental de quaisquer dos músicos que a compõem.

Ressaltamos, portanto, que não temos responsabilidade pelo ocorrido, vez que se trata de ação isolada de um dos componentes da banda, que, diga-se de passagem, com exceção de seu vocalista, deu o seu melhor para atenuar os danos ocorridos.

De qualquer maneira, em respeito ao nosso público, ainda que não nos consideremos responsáveis pelo indigitado, manifestamos nosso total interesse em compor com os músicos contratados uma melhor solução, de modo a reduzir no máximo os prejuízos causados àqueles que se dispuseram ao comparecer ao show.