Viúva de Gugu Liberato entra na Justiça para administrar herança

Gabriela Marçal - O Estado de S.Paulo

Rose Di Matteo apresentou requerimento para ser a inventariante dos bens deixados pelo apresentador 

Gugu Liberato com a mulher Rose Miriam di Matteo após o nascimento do primeiro filho João Augusto, em 11 de novembro de 2001, no Hospital e Maternidade São Luiz

Gugu Liberato com a mulher Rose Miriam di Matteo após o nascimento do primeiro filho João Augusto, em 11 de novembro de 2001, no Hospital e Maternidade São Luiz Foto: Divulgação

Rose Di Matteo, companheira de Gugu Liberato, entrou na Justiça para administrar a herança deixada pelo apresentador, que morreu em 22 de novembro, nos Estados Unidos.

O advogado Nelson Wilians, que representa a viúva, apresentou requerimento pedindo para que ela seja a inventariante dos bens do artista. Na prática, o inventariante tem várias responsabilidades dentro do processo de inventário relacionadas à posse e administração do patrimônio deixado.

De acordo com Willians, o inventário foi aberto há cerca de um mês, mas Rose e as filhas menores de idade do casal não têm nenhuma informação sobre o patrimônio e a administração dos bens.

"Além de companheira de Gugu por quase duas décadas, a viúva também é a representante legal de Sofia e Marina, as gêmeas e filhas caçulas que teve com o apresentador", diz a nota enviada pelo escritório de advocacia ao Estadão.

Irmã de Gugu, Aparecida Liberato dá detalhes sobre testamento

 

O apresentador Gugu Liberato, que morreu em novembro de 2019, e a irmã Aparecida.

O apresentador Gugu Liberato, que morreu em novembro de 2019, e a irmã Aparecida. Foto: Instagram/@aparecidaliberato

Aparecida Liberato, atual inventariante, emitiu um comunicado à imprensa, em 19 de dezembro, dando detalhes do testamento. A irmã do apresentador informou que a maior parte da herança ficará com os três filhos de Gugu.

“Antonio Augusto de Moraes Liberato, em plenas capacidades físicas e mentais, deixou testamento, onde expressa suas últimas vontades e dispõe dos seus bens móveis, imóveis, materiais e imateriais, contemplando seus familiares e principalmente, em quase sua totalidade os seus três filhos, João Augusto, Marina e Sofia”, diz.

testamento foi lido por Carlos Eduardo Farnesi Regina, por mais de vinte anos advogado de Gugu, na presença de tabelião e notário, da companheira do apresentador, Rose Miriam Di Matteo, dos filhos e familiares. O documento foi reconhecido e assinado espontaneamente pelos envolvidos.  

Segundo o comunicado de Aparecida Liberato, Rose e filhos foram induzidos a assinarem uma procuração para constituir um novo advogado. “Rose Miriam Di Matteo e João Augusto, filho do apresentador, foram levados por seus parentes, às 21h, a residência de um outro advogado, que não obstante, mesmo sabendo que a mesma (Rose) já havia constituído advogado para si e para seus filhos, foi levada a assinar uma outra procuração, constituindo um segundo advogado”, afirma. 

Ainda no comunicado, a irmã de Gugu disse que a situação foi resolvida: “Ciente posteriormente de que tal fato poderia ocasionar problemas ao espólio, o que fatalmente acarretaria uma disputa judicial entre mãe e filhos, houve por bem, por parte de Rose Miriam, redigir e enviar carta de punho próprio revogando e retirando a representação deste segundo advogado. Isto posto, percebe-se que a indução e mal aconselhamento está vindo de terceiros não contemplados no aludido testamento. Terceiros estes que usam de má fé para criar problemas constituindo novos advogados com a única finalidade de obstruir a vontade legítima de Antonio Augusto Moraes Liberato, tão bem expressa em seu testamento, que por legítimo é incontestável”.

Aparecida Liberato ressalta que, desde o momento da notícia da morte de Gugu, Rose vem sendo assediada por inúmeros advogados, nos Estados Unidos e no Brasil. O apresentador nomeou a irmã como inventariante e curadora legal dos filhos menores.

 

Gugu Liberato morre aos 60 anos nos Estados Unidos

Gugu Liberato caiu, na quarta, 21, de uma altura de quatro metros enquanto fazia um reparo no ar-condicionado no sótão da casa onde mora, na Flórida. Ele foi resgatado e internado no Orlando Health Medical Center.

Os exames iniciais constataram sangramento intracraniano. "Em virtude da gravidade neurológica, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação foi constatada a ausência de atividade cerebral", observa o texto.

A morte encefálica foi confirmada por Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, que após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico diante da mãe do apresentador Maria do Céu, dos irmãos Amandio Augusto e Aparecida Liberato, e da mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo.