Treino de peso

Anna Paula Buchalla - O Estado de S.Paulo

Caminhada lenta e musculação com pesinhos leves são coisa do passado, a moda agora é pegar pesado. E se você já passou dos 40, conheça treinos bons para combater os efeitos do tempo

A grande maioria das pessoas treina para manter a forma - se não dá para perder peso, ao menos visa-se a mantê-lo. Mas há uma corrente cada vez maior de adeptos que se esfalfa em séries puxadíssimas com o objetivo de ganhar força, muita força, e massa, muita massa muscular. São justamente elas que tendem a declinar com a idade. Treinos de resistência com pesos e alongamento se tornam mais importantes à medida que o corpo envelhece, para evitar a perda de massa muscular e trabalhar o equilíbrio e a flexibilidade. 

Estudos recentes mostram ainda que essas atividades mais vigorosas dão uma forcinha na produção de GH, o hormônio do crescimento, essencial para garantir força e vigor e aumentar a longevidade. Abaixo, a lista dos treinos mais requisitados do momento. Mas antes de se jogar com tudo neles, conselho dos especialistas: pare os exercícios ao primeiro sinal de fadiga e de dores fortes. E, acima de tudo, ouça o seu corpo.

Caminhada lenta e musculação com pesinhos leves são coisa do passado...a moda agora é pegar pesado

Caminhada lenta e musculação com pesinhos leves são coisa do passado...a moda agora é pegar pesado Foto: Calibe Thompson/Creative commons

Treinamento funcional. É um circuito de exercícios que alternam saltos e agachamentos feitos com materiais como minitrampolim, medicine ball, kettlebell, bola suíça, plataformas de equilíbrio, elásticos e barreiras. Frequentar as aulas significa conquistar músculos tonificados e alongados, além dos benefícios ao equilíbrio e à postura corporal. Em alguns casos, o treinamento funcional é recomendado para tratar dores e lesões.

Mahamudra. A prática, que mistura cross fit, yoga, treino militar, artes marciais e meditação virou hype entre a turma fitness. Mahamudra, em tibetano, significa o mais alto nível que a consciência pode atingir. Os exercícios feitos ao ar livre são rápidos, com pouco descanso, e exigem força, agilidade, consciência corporal, coordenação motora, recuperação cardiovascular, flexibilidade e explosão muscular. No início, eles são feitos com o peso do corpo, e com o tempo, evoluem para movimentos mais complexos e com mais carga.

CrossfitInspirado nas academias da polícia americana, o treinamento se tornou febre nas academias do país. A fórmula mistura movimentos com alta intensidade e alternância rápida de séries. Nos treinos, usam-se caixas chamadas de jump box, argolas de ginástica olímpica e barras com anilhas para levantamento de peso, além de pneus, cordas e outros acessórios. Tudo é feito com muita carga. 

HIIT. A sigla em inglês significa treinamento intervalado de alta intensidade. O treino, curtíssimo, porém intenso, de cerca de 20 minutos, promete resultados incríveis de força, ganho de massa muscular e queima de gordura. As variações de exercícios são muitas - vale correr, saltar, pedalar, agachar e combiná-los com halteres, barras, cordas, TRX e trampolim, entre outros. Em geral, o circuito é dividido em três séries, com um minuto de exercícios intensos e 30 segundos de recuperação. O metabolismo fica acelerado por até duas horas após o treino.