Tommy Lee e seu filho trocam ofensas nas redes sociais; entenda

Redação - O Estado de S.Paulo

No Dia dos Pais dos EUA, baterista do Mötley Crüe publicou texto 'sincerão' falando mal de seus filhos e Brandon Lee respondeu

Tommy Lee.

Tommy Lee. Foto: REUTERS/Steve Marcus

No último domingo, 17, foi comemorado o Dia dos Pais nos Estados Unidos, e o clima não foi alegre para todos os pais e filhos. O baterista do Mötley Crüe, Tommy Lee, trocou ofensas com seu filho Brandon Lee no Instagram e chegou a publicar um vídeo de uma briga familiar.

Tudo começou quando Tommy publicou um texto sincero sobre paternidade, dizendo que nem sempre a relação com os filhos é fácil.

"Eu estou cansado de falsidades que ando vendo no Instagram. Vamos ser sinceros: é uma montanha-russa, ok? Meu pai me ensinou a respeitar a todos e tudo e a cuidar daqueles que eu amo. Ele me ensinou a valorizar as minhas coisas e ser grato pelas coisas que ganhei. Quando eu tive um filho, eu queria ensinar esses mesmos valores para ele. Algumas vezes, eu falehi como pai, porque meus filhos não sabem o valor das coisas. Se eles quebram algo, eles não ligam porque há muita gente para dizer-lhes que está tudo bem", disse.

"Eu sei que não sou o único culpado, a mãe deles também têm muito a ver com isso, autorizando o mau comportamento e comprando coisas novas mesmo quando eles não eram bons, mas eu acho que, no fim das contas, sempre esperei que eles fossem boas pessoas. Eu os amo muito, não me entendam mal, mas cara, às vezes é muito difícil ver seus filhos crescerem sem esses valores morais. Nada pode te preparar para a paternidade. Eu amo meus garotos mas eles podem ser uns idiotas também. Essa é a verdade", concluiu ele.

A mensagem não agradou em nada Brandon, seu filho de 22 anos, que rebateu com uma publicação em seu Instagram. "Tommy, se você quer falar mal de mim, faça isso na minha cara. Você posta algo para que o mundo inteiro veja, dizendo que eu sou um cara ruim e que minha mãe é uma péssima mãe, o que você espera? Sério, quem é o adulto aqui? Como você sequer sabe se eu sou um garoto ruim se você nem está por perto para saber que tipo de pessoa eu sou?", publicou Brandon.

 

"Eu entendo que você deve estar com o ego ferido pelo jeito como as coisas aconteceram. Mas, por favor, pare de postar isso nas redes sociais, faz com que a gente pareça criança. Você está triste por que eu não te disse 'feliz dia dos pais'? E daí? Meu aniversário foi no dia 5 de junho e eu não ouvi nada de você. Eu eu não fiquei falando pro mundo a decepção que você é. Cara, é hora de seguir em frente. Vamos manter isso de forma privada", concluiu.

 

A briga não parou por aí e Tommy publicou uma lista de valores gastos com o filho. "Reabilitação para seu filho: US$ 130 mil. Festa de aniversário de 21 anos no ano passado: US$ 40 mil. Contas médicas após seu filho bater em seu pai e usar alcoolismo como desculpa: US$ 10 mil. Filho agindo como vítima nas redes sociais: não tem preço".

Nesta terça-feira, 19, Brandon respondeu com outra postagem no Instagram, dizendo: "Eu agradeço meu pai por pagar meu tratamento. Essa foi a melhor coisa que ele já fez pra mim. Hoje, eu estou há quase dois anos sóbrio. Todos os dias que passam, eu sou mais grato. Minha mente limpa me permitiu fazer muito com o meu tempo. Tanto que eu gostaria de me oferecer para pagar pelo tratamento dele".

Até o momento, Tommy não respondeu.