The Weeknd vai colocar milhões do bolso para show no Super Bowl

Gabriela Marçal - O Estado de S.Paulo

Cantor gastará R$ 38 milhões para que apresentação na final da liga americana de futebol seja 'como ele imaginou'

The Weeknd chega ao Festival Internacional de Filme de Toronto, em setembro de 2019

The Weeknd chega ao Festival Internacional de Filme de Toronto, em setembro de 2019 Foto: Mark Blinch/ Reuters

The Weeknd é o astro que se apresentará no show do intervalo do Super Bowl deste ano, em 7 de fevereiro. Segundo seu empresário, Wassim "Sal" Slaiby, para que a performance, que será realizado em Tampa, Flórida, saia "como ele imaginou" o cantor colocará R$ 38 milhões de seu bolso. 

 A informação foi dada em entrevista para a revista Billboard sobre a apresentação do canadense The Weeknd, cujo nome verdadeiro é Abel Tesfaye, na final da liga americana de futebol, nos Estados Unidos.

"Todos nós crescemos assistindo aos maiores artistas do mundo tocando no Super Bowl, e só se pode sonhar em estar nesta posição. Estou comovido, honrado e extasiado de ser o centro deste palco neste ano", declarou o cantor em um anúncio para imprensa de que seria a atração do Super Bowl 2021.

O Super Bowl ocorre desde 1967, e é a partida que decide o vencedor da NFL (National Football League), principal liga de futebol americano. A disputa tem fama mundial, e é o evento esportivo de maior audiência dos EUA. 

O show de intervalo, ou halftime show, também se tornou um dos destaques da partida, recebendo grandes cantores. Antes de Shakira e Jennifer Lopez, a banda Maroon 5 foi responsável pela apresentação de 2019.

 

Polêmica Super Bowl x Grammy

Em novembro do ano passado, o site TMZ publicou que, segundo fontes do meio, a direção do Grammy teria exigido que o artista escolhesse entre a premiação musical e Super Bowl. 

Após não receber nenhuma indicação, The Weeknd criticou a organização do prêmio. “O Grammy continua corrupto. Vocês devem transparência a mim, meus fãs e à indústria [musical]”, disse o cantor em uma publicação no Twitter.

Em nota enviada para a revista estadunidense The Hollywood Reporter, Harvey Mason Jr., que atualmente comanda a organização responsável pela premiação, rebateu as acusações. “Nós entendemos que The Weeknd está desapontado por não ter sido nomeado. Eu fiquei surpreso e tenho empatia com o sentimento dele. A música dele neste ano foi excelente”, disse Mason Jr. “Para ser claro, a votação em todas as categorias acabou bem antes do anúncio da apresentação do The Weeknd no Super Bowl, então de jeito nenhum isso afetou o processo de nomeação. Todos os nomeados ao Grammy são reconhecidos por um corpo de eleitores pela sua excelência, e nós parabenizamos a todos”, concluiu ele.

/Com informações da Efe e Reuters