The Weeknd e Drake fazem doações para organizações de movimento antirracismo

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Cantores doaram mais de R$ 2,5 milhões cada; The Weeknd incentivou que outras pessoas também doem

The Weeknd e Drake doaram meio milhão de dólares cada para organizações do movimento de combate ao racismo

The Weeknd e Drake doaram meio milhão de dólares cada para organizações do movimento de combate ao racismo Foto: Mark Blinch / Reuters

Os cantores The Weeknd e Drake anunciaram nos últimos dias que realizaram doações no valor de 500 mil dólares (cerca de R$ 2,6 milhões na cotação atual) cada para organizações ligadas ao movimento antirracismo. As ações ocorrem em meio à uma série de protestos nos Estados Unidos desencadeados pelo assassinato de George Floyd.

The Weeknd realizou doações para três organizações: a Black Lives Matter Global Network, a National Bail Out e a Know Your Rights Camp, criada pelo atleta Colin Kaepernick. Kaepernick ficou famoso nos Estados Unidos por se ajoelhar enquanto o hino nacional americano tocava no início de partidas de futebol americano, como forma de protesto contra o racismo no país. 

“Continuem apoiando nossos irmãos e irmãs lá fora arriscando tudo para gerar mudanças verdadeiras nas nossas vidas negras. Peço para todos com bolsos grandes que doem, e doem muito e se você tem pouco, por favor doe o que você pode, mesmo que seja um valor pequeno”, disse o cantor em uma publicação em sua conta no Instagram.

O rapper Drake fez o anúncio em seus storys no Instagram e doou todo o valor para a National Bail Out, que usa o dinheiro para pagar fianças e ajudar manifestantes presos durante as manifestações antirracismo que ocorrem nos Estados Unidos há mais de seis dias.

Além dos cantores outros artistas também anunciaram doações para diversas organizações. O casal de atores Black Lively e Ryan Reynolds doou 200 mil dólares (cerca de R$ 1 milhão na cotação atual) para o NAACP Legal Defense Fund, que trabalha na defesa jurídica, de forma gratuita, de pessoas vítimas de injustiças raciais. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

@naacp_ldf

Uma publicação compartilhada por Blake Lively (@blakelively) em

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais