Suspeito de assassinar Nipsey Hussle é preso em Los Angeles

Alex Dobuzinskis - Reuters

Rapper foi morto a tiros no último domingo, 31, aos 33 anos de idade

O rapper Nipsey Hussle.

O rapper Nipsey Hussle. Foto: Matt Winkelmeyer / Getty Images North America / AFP

O homem suspeito de efetuar os disparos que mataram o rapper indicado ao Grammy Nipsey Hussle devido a uma desavença pessoal foi preso em um subúrbio de Los Angeles na terça-feira, um dia depois de as autoridades o terem identificado publicamente, disseram agentes da polícia.

Hussle, de 33 anos, cujo nome verdadeiro era Ermias Asghedom, foi baleado várias vezes na tarde de domingo diante de sua loja de roupas Marathon Clothing, no sul de Los Angeles. Duas outras pessoas foram feridas pelos disparos, disse a polícia.

Na terça-feira, uma pessoa ligou dizendo ter visto o homem que a polícia identificou como um suspeito, Eric Holder, na comunidade de Bellflower, disse o Departamento de Polícia de Los Angeles em comunicado. Delegados do Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles foram ao local e prenderam Holder, de 29 anos, e depois o entregaram à polícia para ser autuado por assassinato, informou o comunicado.

Ele ainda não foi acusado formalmente e está detido sem fiança.

O disco de estreia de Hussle, Victory Lap, foi indicado ao Grammy de Melhor Álbum de Rap neste ano. Sua morte abalou o mundo do entretenimento e do hip-hop, e celebridades publicaram lembranças do músico nas redes sociais.

Eric Holder, suspeito de assassinar Nipsey Hussle.

Eric Holder, suspeito de assassinar Nipsey Hussle. Foto: Los Angeles Police Department / Handout via Reuters

Hussle fez várias mixtapes, que normalmente são criadas fora do sistema de gravadoras, antes de gravar seu disco de estreia com a Atlantic Records e colaborar com o cantor e rapper CeeLo Green e com o rapper e vencedor do Prêmio Pulitzer Kendrick Lamar.

No dia em que morreu, Hussle escreveu em seu Twitter: "Ter inimigos fortes é uma bênção". Policiais não detalharam a disputa que dizem ter provocado o crime. Holder é suspeito de ter abordado Hussle e outros dois homens e baleado-os.

Depois o morador de Los Angeles correu por uma viela e fugiu em um Chevy Cruze dirigido por uma mulher, segundo o comunicado da polícia. As autoridades não têm informações que indiquem que a morte de Hussle tem relação com atividades de gangues. A área em que Hussle foi morto testemunhou um aumento de episódios de tiros nas últimas semanas, disse o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, em uma coletiva de imprensa.

Hussle planejava se encontrar com Steve Soboroff, presidente da Comissão de Polícia de Los Angeles, para evitar a violência de gangues em seu bairro, disse o próprio Soboroff.

Polícia à frente da loja The Marathon, do rapper Nipsey Hussle; ele e outras duas pessoas foram baleadas no local no último dia 31 de março.

Polícia à frente da loja The Marathon, do rapper Nipsey Hussle; ele e outras duas pessoas foram baleadas no local no último dia 31 de março. Foto: Mark Ralston / AFP