'Sofri preconceito', afirma Rodrigo Phavanello sobre relacionamento com Claudia Jimenez

Redação - O Estado de S.Paulo

'Até dentro da minha família, era uma coisa que ninguém entendia', relembrou ex-Dominó sobre namoro com a atriz

Claudia Jimenez e Rodrigo Phavanello em cena de 'Sete Pecados' (2008).

Claudia Jimenez e Rodrigo Phavanello em cena de 'Sete Pecados' (2008). Foto: Márcio de Souza / Globo / Divulgação

O ator e ex-Dominó Rodrigo Phavanello relembrou seu relacionamento com a atriz Claudia Jimenez, com quem contracenou na novela Sete Pecados, em 2007, em entrevista ao canal de Antonia Fontenelle no YouTube.

"Sofri preconceito até dentro da minha família. Era uma coisa que ninguém entendia. Mas o importante é que eu fui até o final, foi uma relação muito bacana, uma troca incrível que existiu na minha vida, e tenho certeza que foi na vida dela também", contou.

O ator explica o que acredita ter acontecido na ocasião: "Joguei tudo pra cima. Tava fazendo uma novela das 7 e a gente começou a ter o relacionamento. Vazou na mídia e a corda estourou pro lado mais fraco, que era o meu. Ela já era a Claudia Jimenez e eu tava começando a minha carreira."

VEJA TAMBÉM: Artistas que já formaram um casal e você nem lembrava mais

Arquivo Estadão
Ver Galeria 38

38 imagens

"Foi uma amizade que começou nos bastidores, conhecendo ela. Eu nem ia contracenar com ela, mas a trama acabou envolvendo o personagem com a Claudia. Nisso ficamos muito íntimos, aquela coisa de coxia."

"E ela contando a história dela pra mim, infância, sempre de ser uma pessoa rejeitada em vários sentidos, e ter ido buscar o carinho no colo feminino... Isso me cativou demais", prosseguiu.

Phavanello conta que já chegou até mesmo a ser abordado na rua para ser ofendido: "[um a pessoa] me falou assim: 'Cara, como você consegue beijar aquela mulher?'. É um preconceito... Eu dei uma resposta que não vale nem a pena falar aqui."

"O importante é que um dia a beleza acaba. Você tá linda, maravilhosa, um dia a beleza pode acabar. E você pode ser linda [por fora] e podre por dentro. O que me seduz em uma mulher é ela ser mulher."

Por fim, Rodrigo também comentou sobre a bissexualidade da ex-companheira: "Ela sempre se relacionou com mulher. Na realidade, acho que fui o primeiro homem dela. Fui extremamente apaixonado por ela."

Confira a íntegra da entrevista abaixo: