'Sinto nojo quando me lembro', revela Patrícia Marx sobre assédio de diretores e artistas

- O Estado de S.Paulo

'Algumas pessoas me beijaram à força', contou em entrevista

Patrícia Marx

Patrícia Marx Foto: Divulgação / Record

A cantora Patrícia Marx, conhecida por seu trabalho no grupo infantil Trem da Alegria na década de 1980 falou a respeito do assédio que sofreu por parte de diversos profissionais do meio artístico em entrevista ao Domingo Show.

"Tive assédio de produtores, diretores de gravadora, artistas. As pessoas queriam me tocar, falavam coisas chulas pra mim. 'Senta no meu colo. Me dá um beijinho. Deixa eu beijar você'. Coisas que são invasões do seu corpo e sem permissão. Algumas me beijaram à força. Sinto nojo quando lembro disso.", desabafa.

O programa irá ao ar no próximo domingo, 13.