'Sente minha falta?': Kevin Spacey reaparece em vídeo misterioso

Redação - O Estado de S.Paulo

Ator publicou vídeo em que 'se confunde' com personagem de 'House of Cards' em redes sociais; assista

Kevin Spacey

Kevin Spacey Foto: YouTube / @Kevin Spacey

O ator Kevin Spacey publicou um vídeo um tanto quanto estranho em suas redes sociais nesta segunda-feira, 24, véspera de Natal. O ator foi acusado de assédio sexual em 2017 e perdeu seu papel na série House of Cards, da qual era protagonista, na Netflix.

Kevin Spacey estava afastado de suas redes sociais desde outubro de 2017, quando veio à tona a primeira denúncia de assédio sexual. 

No vídeo, o ator fala inúmeras coisas que podem ser interpretadas tanto como algo a respeito de sua vida real, quanto como parte de seu personagem. 

O vídeo se chama Let Me Be Frank, título ambíguo que pode ser traduzido tanto como Deixe-me ser franco, tanto como Deixe-me ser Frank [Underwood], nome de seu personagem em House of Cards.

"Eu sei o que você quer. Claro, eles podem ter tentado separar nós dois, mas o que temos é tão forte, tão poderoso, e, afinal, nós compartilhamos tudo, eu e você."

"Eu te disse os meus segredos mais profundos e obscuros. Te mostrei exatamente do que as pessoas são capazes. Te choquei com minha honestidade, mas, principalmente, eu te desafiei e te fiz pensar."

"E você confiou em mim, mesmo sabendo que você não deveria". Em outro momento, diz: "E, além disso, eu sei o que você quer: você me quer de volta. "

Kevin fala sobre "confessar" que "tudo" seria verdade e que teve o que mereceu: "Não seria fácil? E também simples. Mas eu e você sabemos que nunca é tão simples na política ou na vida."

"Mas você não acreditaria no pior sem evidências, acreditaria? Não partiria para o julgamento sem fatos, partiria?", questiona.

Em determinado momento, Kevin parece se aproximar mais de seu personagem na série. "Você nunca me viu morrer de fato, viu?". Na sequência, ele coloca um anel semelhante ao que era usado por Frank Underwood em House of Cards.

"Conclusões podem ser tão enganadoras... Sente minha falta?", conclui.

Assista ao vídeo abaixo [em inglês] e tire suas próprias conclusões: