Samuel Rosa fala em 'reencontro inevitável' do Skank após pausa

Redação - O Estado de S.Paulo

'A gente não está chamando de fim', afirmou cantor em entrevista ao 'Altas Horas'

Integrantes do Skank.

Integrantes do Skank. Foto: Gabriela Biló / Estadão

O cantor Samuel Rosa falou sobre a pausa e a turnê de 'despedida' anunciadas pelo Skank para 2020 em entrevista ao Altas Horas do último sábado, 2. Questionado por Serginho Groisman sobre o "fim" da banda, Samuel Rosa preferiu adotar o termo "parada".

"A gente não está chamando de fim porque eu tenho plena convicção. Claro que o futuro é incerto, [mas], a continuar como sempre foi a nossa relação, carinho e respeito um pelo outro, tenho certeza que o Skank vai retomar e fazer outras coisas pela frente", explicou.

Em seguida, prosseguiu: "É o término de um ciclo, eu diria. Mas acho que o Skank ainda tem coisa a apresentar. Por mais paradoxal que possa aparecer, esse hiato agora vai contribuir muito para a longevidade do Skank."

"Cada um vai buscar caminhos individuais e aprender muita coisa, vai trazer muita coisa nova no momento desse reencontro que vai acontecer para frente, é inevitável", concluiu Samuel Rosa.

VEJA TAMBÉM: Relembre bandas que voltaram aos palcos após anos de separação

Acervo / Estadão | Instagram / @simonycantora
Ver Galeria 11

11 imagens