Revista mexicana usa Melania Trump como capa e é criticada na internet: 'Um insulto ao México'

- O Estado de S.Paulo

Capa da 'Vanity Fair' é divulgada em meio a sérios problemas entre México e EUA

A 'Vanity Fair' mexicana colocou Melania Trump na capa e foi muito criticada.

A 'Vanity Fair' mexicana colocou Melania Trump na capa e foi muito criticada. Foto: Reprodução/Facebook

Na última quinta-feira, 26, a Vanity Fair mexicana divulgou sua capa de fevereiro nas redes sociais e está causando polêmica: Melania Trump, primeira dama dos Estados Unidos, foi escolhida para estampar a capa num momento em que a relação entre os EUA e o México estão conturbadas.

Nas respostas ao tuíte com a capa, muitos seguidores disseram que a capa era 'de mal gosto' e uma pessoa tuitou: "Peçam perdão ao México por essa estupidez!"

"México em plena crise diplomática com os Estados Unidos e vocês com isso, que maneira de insultar nosso país"

 

"Que decisão editorial mais patética"

 

Que falta de respeito da revista e da senhora @LourdesGarzonVF [diretora da revista] de ter colocado essa mulher na capa. Um insulto ao méxico e ao seu povo.

 

 "Que triste essa capa. Que falta de dignidade, que falta de solidariedade com seu próprio país, ainda que seja uma publicação internacional"

No Facebook, os comentários não foram melhores. Muitos comentários disseram que a revista foi desrespeitosa e muitas pessoas disseram que vão parar de comprar a revista. 

'Esse mês na Vanity Fair: os melhores looks para deportar os que não têm documentação, como se relacionar com um fascista, como decorar seu lado do muro e muito mais', diz um dos comentários.

'Esse mês na Vanity Fair: os melhores looks para deportar os que não têm documentação, como se relacionar com um fascista, como decorar seu lado do muro e muito mais', diz um dos comentários. Foto: Reprodução/Facebook

Nesta semana, Donald Trump assinou um decreto dando início ao projeto de construção de um muro na fronteira com o país vizinho e disse que o custo do muro será pago pelo México. O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, disse que o país não pagaria nada e, então, Trump sugeriu que, se ele não fosse pagar pelo muro, deveria cancelar a visita à Casa Branca que estava marcada. Poucas horas depois, Peña Nieto cancelou a viagem.