Renato Aragão elogia enredo homenageando Mussum no carnaval 2021

Redação - O Estado de S.Paulo

Escola de samba Lins Imperial trará o samba-enredo 'Mussum Pra Sempris'

Mussum será homenageado no samba-enredo da Lins Imperial no carnaval 2021

Mussum será homenageado no samba-enredo da Lins Imperial no carnaval 2021 Foto: Instagram / @linsimperial

A escola de samba Lins Imperial, que disputará a Série A (equivalente à segunda divisão) do carnaval do Rio de Janeiro em 2021, terá um samba-enredo em homenagem a Mussum, humorista de Os Trapalhões e músico no grupo Originais do Samba, que morreu em 1994.

Mussum Pra Sempris - Traga o mé que hoje com a Lins vai ter muito samba no pé! foi o tema anunciado pela agremiação para o carnaval 2021 no último dia 13 de agosto. Mais recentemente, a entidade publicou um vídeo com a aprovação de Renato Aragão.

"Que alegria quando eu soube que vocês tiveram a ideia maravilhosa de homenagear o Mussum, essa pessoa feliz, alegre. Ele merece tudo isso", afirmou o Didi, de Os Trapalhões (clique aqui para relembrar a trajetória do grupo na TV).

O ator Roberto Guilherme, o 'Sargento Pincel', também falou sobre a escolha de Mussum para o samba-enredo, citando o trabalho do humorista com músico no grupo Originais do Samba.

Assista aos vídeos sobre a escolha de Mussum para o enredo da Lins Imperial abaixo:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mussum será o enredo da Lins Imperial para o próximo carnaval Agremiação homenageará artista nascido na Cachoeirinha Nós últimos carnavais, a Lins Imperial optou por fazer homenagens a personalidades do samba. Para o próximo carnaval, não será diferente. Com o enredo “Mussum pra sempris – traga o mé que hoje com a Lins vai ter muito samba no pé!”, a escola se propõe a homenagear Antônio Carlos Bernardes Gomes, o eterno Mussum. Retornando ao Sambódromo, a agremiação aposta num enredo que mexa com o coração e a identidade da comunidade. Mussum, embora tenha levado consigo o nome da Mangueira, nasceu no Morro da Cachoeirinha, uma das comunidades do Complexo do Lins. A escolha da homenagem a Antônio Carlos começou a ganhar mais força após Raphael Homem e Mateus Pranto, enredistas e diretores culturais da Lins Imperial, comentarem, em uma das lives do “De casa com a Lins”, sobre a importância da comunidade conseguir se identificar com o enredo proposto pela escola. “O retorno à Marquês de Sapucaí também pode significar o reencontro da agremiação com o seu público, sua gente”, explicou Raphael Homem. Antônio Carlos nasceu na Cachoeirinha e, como tantas outras pessoas, aprendeu a se virar para sobreviver. “Mussum aprendeu a ter muitas faces, dividindo-se em muitas tarefas e as fazendo de forma exemplar”, disse Mateus Pranto. A ideia é mostrar ao público as muitas facetas do grande artista que foi Antônio Carlos, muitas vezes ofuscado pelo Mussum, o trapalhão. “Será uma boa oportunidade, para quem acompanhou a sua trajetória, de matar a saudade do artista. Para a geração que o conheceu por meme, de aprender sobre a importância do artista para a música, para o cinema e para a televisão”, complementaram os diretores. O enredo “Mussum pra sempris – traga o mé que hoje com a Lins vai ter muito samba no pé!” será desenvolvido pelos carnavalescos Eduardo Minucci e Rai Menezes. Geissa Evaristo Assessora de Imprensa SRES Lins Imperial

Uma publicação compartilhada por SRES Lins Imperial (@linsimperial) em

VEJA TAMBÉM: Carnaval - relembre enredos em homenagem a personalidades

Fabio Motta / Estadão | Alaor Filho / Estadão | Marcos de Paula / Estadão
Ver Galeria 34

34 imagens