Renata Banhara diz que Simone, da dupla com Simaria, a ajudou quando ela tentou se suicidar

Redação - O Estado de S.Paulo

'Ela não tem noção do que ela fez na minha vida', disse ela em entrevista à Antônia Fontenelle

Renata Banhara.

Renata Banhara. Foto: Alex Silva/ESTADÃO

Renata Banhara foi a convidada do Na Lata, programa de Antônia Fontenelle no YouTube, e falou sobre seus relacionamentos com Frank Aguiar e com o seu segundo marido, e sobre as agressões que sofreu nos relacionamentos e sobre seu período internada

Em fevereiro deste ano, Renata revelou que foi agredida pelo ex-marido após confrontá-lo sobre uma traição. "Minha empregada, muito fiel a mim, me liga e fala: 'Eu tenho que te contar uma coisa. Tem vindo uma jovem aqui, ele tem trazido uma jovem na sua casa, na sua cama'. Eu estava internada. Fui traída no momento em que mais precisei desse casamento, que foi quando eu fiquei doente, mal, deformada", contou ela à Antônia.

Renata foi internada em abril de 2017, por causa de uma infecção provocada por uma bactéria que estava alojada em seu dente, e ficou internada por conta disso. Após descobrir a traição, ela foi confrontar o ex-marido e aí foi agredida por ele.

"Ele me espancou. As fechaduras da casa eram eletrônicas, com senha. Enquanto meu filho tentava desarmar as dechaduras, ele me espancava. Em um momento, ele me levou para o nosso quarto, 21º andar, me trancou no quarto e falou: 'Você está velha, eu não te amo mais. O Breno e o Marcos [filhos de Renata] não te amam mais. Você tá com dor, não vai ter mais trabalho. Pula, acaba com o teu sofrimento", relembrou. "Ele falou isso sabendo que eu estava em tratamento psiquiátrico".

Renata não pulou, e ficou tão "em choque" que não teve reação para chamar a polícia no momento. Seu estado emocional, que já estava ruim por causa das questões de saúde, só piorou, e ela tentou se suicidar dias depois tomando diversos remédios. Entretanto, ela contou com a ajuda da amiga Simone, da dupla com Simaria.

"Eu já conhecia Simone por causa do Frank Aguiar, há anos. Ela mandava mensagem perguntando: 'Rê, tá precisando de alguma coisa?', e tal. Ela falou: 'Eu quero que você vá para um retiro espiritual, eu vou comprar a passagem, vou pagar, você não vai ter nenhuma despesa'. Aí eu tomei um monte de remédio, já preparada para acordar nos braços de deus, aí dormi, acordei e a primeira mensagem que vi era dela: 'Você embarca tal hora'. Eu senti na cama e a Simone mandando mensagem sobre o retiro em Minas Gerais, que eu tinha que ir, que eu era muito amada. Tinha certeza que ia fazer 'a passagem', mas não, acordei. Eu lendo aquilo, parecia que era Jesus Cristo falando pra mim: 'Você não vai'", contou Renata.

Ela disse que foi ao retiro e que foi uma experiência muito positiva. "A Simone não tem noção do que ela fez na minha vida. Eu saí de lá com vontade de viver, com muita esperança, eu voltei com muita fé", finalizou.

Assista à entrevista abaixo: