Rafa Brites relata trabalho de parto de quase 20 horas

- O Estado de S.Paulo

Apresentadora queria fazer parto normal, mas precisou ser submetida a cesárea

  

   Foto: Reprodução/Instagram @rafabrites

Rocco, filho de Rafa Brites e Felipe Andreoli, nasceu no último dia 2 depois de um longo trabalho de parto. Para ser mais específico, foram 20 horas para o pequeno nascer, segundo o relato publicado por Rafa nesta quarta-feira, 15.

A apresentadora escreveu, no Instagram, que pretendia fazer parto normal, mas isso não foi possível. Ela disse que fez exercícios preparatórios e a bolsa rompeu no dia exato esperado, mas, depois de três horas de esforço, a médica decidiu que era hora de fazer cesárea, já que o bebê não estava passando pelo osso do púbis.

"Na hora eu senti uma alegria!", relata Rafa. "Não, não foi frustração. Eu cheguei no meu limite. 19 horas, 10 cm de dilatação. Eu havia dado o meu melhor e sabia que, independentemente de como, eu estava prestes a conhecer meu filho."

Leia o texto completo:

 

A maior e melhor experiência que eu poderia viver. 20 horas animalescas trouxeram meu filho ao mundo. Acredite se quiser.Quando o peguei, todo ensanguentado, comecei a esfregar no meu rosto, beijar e lamber. Durante toda a gestação fiz exercícios preparatórios para o parto normal... epinô etc. Era um sonho! Só imaginava ter um filho assim. Minha bolsa rompeu no exato dia das 39 semanas e 6 dias. Dia 2 de fevereiro era até o dia que do cálculo das 40.O dia que sempre achei que seria. As 2 da manhãs as contrações ja eram muito fortes estava com 5 de dilatação sem anestesia. Aguentei firme até os 7 . E pedi (por favor) por uma. 16 horas depois de romper a bolsa eu cheguei nos 10!! Na sala um clima de festa!! Agora vai!!! Eu havia estudado que essa parte era a mais rápida. Dei tudo de mim. Desloquem minha atm, vomitei ...de tanta força. O Felipe do meu lado falava que estava quase. E eu fazia mais força. Perdi a noção do tempo. Mudei de posição e nada. Até que em um certo momento a Vivian minha medica disse: Rafa vc ja esta há 3 horas empurrando. Ele não está passando no seu osso do púbis. Olhei o cardiotoco já estava bem mais baixo do que no início. E la falou p/ irmos para cesária. Na hora eu senti uma alegria! Não, não foi frustração. Eu cheguei no meu limite. 19 horas 10 cm de dilatação. Eu havia dado o meu melhor e sabia que independentemente de como: Eu estava prestes a conhecer meu filho. Agradeci a todos na sala e disse que estava feliz. Mandei um VAMBORA gente que esse menino tá chegando. O resto foi tudo muito rápido e indolor. Felipe trouxe a caixinha de som e logo já estava com ele no meu colinho. Tão grande! Não sei como coube na minha barriga! Aí entendi aquela frase que todos dizem junto com:aproveita e dorme agora antes dele nascer... É o maior amor do mundo. Ele vem de outro lugar. Ele é físico.Dói o peito. Falta o ar. Mas mais que isso ele é espiritual. Só sei que sempre o amei. E que ele nos escolheu para essa longa viagem que é a vida e ja chegou mudando meus planos.Obrigada! Obrigada tmb a toda equipe médica. Dra. Vivian Stochero, Gelde, Eleonora, Rogério, Gustavo. Natália, Sandra, Marcela e Beatriz e toda a equipe querida da Pró Matre.

Uma publicação compartilhada por Rafa Brites (@rafabrites) em

Rafa também fez um post no Instagram sobre a dificuldade de amamentar, e outro sobre a admiração que ela afirma sentir por mães que têm menos apoio do que ela. Veja:

 

Expectativa X Realidade Agora já está tudo lindo MAS: Acho que as campanhas de amamentação são desenvolvidas por homens.Só pode ser. Toda a mãe durante a gestação fica sonhando com esse momento tão especial da primeira foto aí.Afinal quando vemos fotos sobre esse assunto elas são sempre assim: uma cara plácida um bebê lindo.Mas verdade seja dita: o começo dói demais! É de ver estrelas. Mas calma ,é só acertar a pega! Ah como se fosse fácil. Eles choram, colocam as mãos na frente, escorrega, aí mordem, dói as costas, o pescoço, os braços. E quando vc vai ver esta com o peito em carne viva. No meu caso, sangrando. Mas eu não queria desistir. Quando me ví estava amamentando e chorando de dor. Literalmente deixando o bebê molhado de tanta lágrima. Aí lembrei da dica: o SOL. E da outra: Pomada de lanolina. Pronto, fui eu pro sol com a pomada. Só tem uma questão. ESSAS DICAS SÃO PARA SEREM USADAS SEPARADAMENTE. Lanolina é a base de óleo. Óleo no sol? Tcharam!! Torrei meus mamilos tipo picanha de fim de festa. Mas não queria parar. Segui dando o peito até que em uma das mamadas eu praticamente desmaiei de dor. No limite resolví parar, respirar e me perguntei. O que essa criança deve estar sentindo? A mãe chorando. Se contorcendo. Isso não está certo? Decidi dar uma pausa de dois dias até cicatrizar. Fiz a ordenha ,dei no copinho e na mamadeira também. Chorei me senti a pior do mundo. Mas é com muita alegria que digo:DEU CERTO. Voltei aos poucos Voltei com uma traquitana.Nesse meio tempo falei com várias amigas. TODAS disseram que o começo foi difícil. Cada uma me passou uma dica. A minha amiga de infância Ana me fez até um vídeo mostrando como ela fez. Comprei uma tipoia para o seio. Passei a usar um algodão com água quentinha no bico antes da mamada. E o principal ESVAZIAR a auréola antes.Eu já sabia dessa informação. MAS TAVA TIRANDO POUCO! Ela precisa estar muiiito mole. MUITO MESMO. Assim ela entra e vai até o palato mole do baby. No início esvazie com a bombinha. Agora já faço com a mão. Mudou a vida. Outra coisa. Me achei na posição invertida. E Passo toda a mamada SEGURANDO a pega com os dois dedos. Acabou espaço segue texto nos comentários aqui embaixo⬇

Uma publicação compartilhada por Rafa Brites (@rafabrites) em

 

Não sobre mim...Sobre vocês... Ontem saí de casa para uma consulta... quando olho no espelho vejo isso aí. Na pressa de voltar a tempo pra próxima mamada prendi com a piranha mas veio isso junto eu nem percebi. Sou mãe há 5 dias.A palavra que define é descomunal. Um sentimento que vem de um lugar que eu nunca tinha acessado.Mas sabe o que não paro de pensar? Em você :mãe que não conta com a estrutura que eu tenho. Porque, sem hipocrisia, eu tenho TODO e qualquer auxílio: convênio médico, funcionários deixando a casa em ordem. Eu pisco ta tudo limpo. Almoço na mesa. Meu exoval impecável. Dor nas costas? Chamo o massagista. Inchaço? Drenagem. Meus pais no quarto ao lado. Minha sogra um amorzinho, sempre sensível com as dicas.Meu marido nem se fala ... me surpreendeu de tão bom pai.E principalmente: meu filho nasceu com saúde de ferro. MAS, mesmo assim...Nunca passei por nada tão delicado e exaustivo físico e emocionalmente. ENTÃO, toda hora... penso em VOCÊS. De onde vem essa força? Não me sinto digna de dizer que estou cansada ou insegura com algo SABE PQ??? Quantas de vocês tomam conta de tudo, casa, roupa , louça..Ou não tem um bom relacionamento com a familia,as vezes o pai nem assume o filho. E muitas outras já tem outras filhos pra vestir mandar pra escola.Moram em lugares sem conforto, encaram filas da saúde publica e tem que ir de ônibus lotado... ou a criança nasceu com algum problema de saúde seja ele o grau de gravidade que for...Muitas de vcs me seguem pq trabalho na TV. Esperam dicas aqui. Adoram ver um look de grávida ou algum apetrecho importado novo..Mas saibam : A minha inspiração são VOCÊS. Nessa nobreza em se virarem em mil e criarem seus filhos com o que tem. VOCÊS ESTÃO EM MEUS PENSAMENTOS DIÁRIOS E ME DÃO A MAIOR FORÇA MESMO SEM SABER. OBRIGADA

Uma publicação compartilhada por Rafa Brites (@rafabrites) em