'Queria ser bissexual, todo mundo gostaria', diz Fernanda Young

Redação - O Estado de S.Paulo

Apresentadora falou sobre sua sexualidade em entrevista a Leda Nagle

Fernana Young

Fernana Young Foto: Instagram / @fernandayoung

A apresentadora e escritora Fernanda Young falou a respeito de sua sexualidade em entrevista ao canal de Leda Nagle no YouTube.

Fernanda falou sobre a experiência de beijar outras mulheres em sua juventude: "Na década de 80, quando nós ficávamos com as amigas, isso era uma provocação. Mas é claro, eu era adolescente então também tinha uma coisa da descoberta da sexualidade, que depois eu levei a cabo".

"Mas concluí, com um certo pesar, que não é da minha natureza. Não sou uma pessoa que na minha sexualidade, no meu quarto escuro, na minha intimidade, deseje a mulher ou que pense na mulher. Não penso numa transa com mulher. Minhas fantasias tão sempre envoltas no universo masculino, do pênis".

"Eu queria ser bissexual. É lindo, né? Todo mundo gostaria. Seria tão razoável. Mas não sou", prosseguiu.

Em outro momento da conversa, Fernanda deu sua visão sobre o movimento feminista: "O feminismo existe e é necessário, mas o feminismo que exclui o homem, - que já escutei isso, também. 'O feminismo é o pensamento da mulher'. Escutei isso de uma feminista - Calminha."

"Se a gente quer ser ao contrário do homem, o homem vai ser machista, que tal a gente chamar para entender a beleza e a necessidade do feminino no mundo, do feminino nele, da energia feminina?", questionou.

Fernanda ainda afirmou que está escrevendo um programa de comédia que deve estrear na Globo em 2019.

Confira a entrevista abaixo:

VEJA TAMBÉM: Artistas que se assumiram bissexuais

Reprodução
Ver Galeria 6

6 imagens