'Queria formalizar a minha independência', diz Ronald sobre não usar o sobrenome dos pais

Redação - O Estado de S.Paulo

O filho de Ronaldo e Milene Domingues está começando uma carreira como DJ

Ronald foi entrevistado por Danilo Gentili no programa 'The Noite' e falou que quer conquistar sua independência dos pais

Ronald foi entrevistado por Danilo Gentili no programa 'The Noite' e falou que quer conquistar sua independência dos pais Foto: Gabriel Cardoso/SBT

Ronald, filho dos ex-jogadores Ronaldo Nazário de Lima e Milene Domingues, foi entrevistado por Danilo Gentili no programa The Noite da segunda-feira, 9, e falou sobre sua carreira como DJ e as dificuldades para conquistar sua independência tendo dois pais mundialmente conhecidos.

Ele afirma que tenta não usar os sobrenomes como forma de fazer sua própria carreira sem usar a influência dos pais no processo. "Não quis usar nem Nazário e nem Domingues. Qualquer um dos dois ia interferir nessa coisa de formalizar minha independência", disse o DJ.

Ronald também falou que quando começou sua carreira fez questão de comprar os equipamentos com seu próprio dinheiro, que conseguiu fazendo ações publicitárias. "Pra questão financeira sempre tentei ser o mais independente possível, pra saber que o que eu conquistei era mérito meu", conta.

Sobre o sucesso dos pais no futebol, disse que por ter sido algo tão presente em sua vida sempre usou como lazer e nunca chegou a pensar em seguir carreira no esporte. "Sempre usei o futebol como válvula de escape. Se tinha tido uma semana difícil, ia jogar no final de semana. Teve tanto futebol na minha infância que realmente não quis mais futebol", disse Ronald, que torce para o Corinthians por influência da mãe.

Veja abaixo a entrevista completa.